Os aposentados que recebem benefícios pelo Instituto Nacional de Previdência Social (INPS) e dependem da Agência do Banco Mercantil de Formiga para receberem os “caraminguás” a que fazem jus mensalmente, neste mês de março estão sendo obrigados a ficarem numa confusa fila, por 4, 5 ou mais horas.

Por algum motivo, não esclarecido aos aposentados, o banco está exigindo a renovação do cartão e senha, o que, em média e como só é feito por intermédio de um funcionário, atrasa o processo em vários minutos.

Hoje, por volta das 15h mais de 200 aposentados estavam “amontoados” na agência, aguardando em pé, pelo atendimento.

Os estatutos do Idoso e da Pessoa com Deficiência; assim como normas do Banco Central e outras municipais que regulam o tempo máximo para o atendimento aos clientes (aposentado também o é) estão sendo desrespeitados.

 

Na fila há: aposentados, com os mais diversos tipos de deficiência e portadores de diversas outras doenças que no mínimo exigem deles menor esforço físico – diabéticos, hipertensos, etc. (Foto: Paulo Coelho)

Importante frisar aqui, que os funcionários disponibilizados para o atendimento tem se desdobrado, mas, evidentemente, não conseguem dar vazão à demanda.

No mínimo, o expediente bancário precisa ter seu horário expandido, para que os milhares de aposentados que dependem deste dinheiro para sua sobrevivência, não sejam submetidos a mais este constrangimento: A reportagem esteve no local e constatou que pessoas idosas permaneciam de pé há mais de 4 horas, na expectativa de atendimento. Muitos outros, segundo informações obtidas no local, desistiram da empreitada e foram embora.

Segundo apurado pelo portal com um funcionário, mais de 1.500 pessoas passam pela agência nos primeiros dias de cada mês, e desta feita, todos estão sendo submetidas a esta “maratona”.

O Últimas Notícias torna pública esta denúncia para que as autoridades competentes tomem as medidas cabíveis em defesa desta especial clientela do Banco e do governo.

Comentários
COMPATILHAR: