A Secretaria Municipal de Saúde realizará, de 22 de abril a 9 de maio de 2014, a Campanha de Vacinação contra Influenza. Dia 26 de abril (sábado), será o dia de mobilização nacional,quando as unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h para vacinação.
Neste dia, haverá também um posto volante na Praça Getúlio Vargas, das 8h30 às 12h. Nos demais dias de campanha, das segundas às sextas-feiras, as unidades de saúde disponibilizarão a vacina das 7h30 às 16h30.
Nesta campanha, além dos idosos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinados trabalhadores de saúde que exercem suas atividades em unidades que fazem atendimento para a influenza, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), a população privada de liberdade, bem como os profissionais do sistema prisional.
Em Formiga, a população a ser vacinada é: crianças de seis meses a menos de 2 anos ? 1.124; crianças de 2 anos a menos de 5 anos ? 2.109; gestantes ? 562; puérperas ? 92; trabalhadores de saúde ? 744; idosos de 60 anos e mais ? 9.060; grupo de comorbidades ? 2032.
A meta da campanha é vacinar 80% da população alvo. Caso isso não ocorra no prazo estipulado da campanha, poderá haver prorrogação.
A vacina
A vacina influenza (fragmentada e inativada) a ser utilizada é trivalente e tem a seguinte composição: H1N1, H3N2 e influenza B.
?É essencial as pessoas se vacinarem todos os anos, pois a vacina confere imunidade transitória anual, ou seja, após um ano de vacinação a proteção conferida pela vacina contra Influenza cai drasticamente. Além disso, é importante destacar que a referida vacina protege contra as complicações causadas pelos vírus influenza nas doenças respiratórias e com isso a redução de hospitalizações e óbitos devido a essas complicações?, explicou Ana Carolina Castro Oliveira, do Setor de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde.
Para se vacinar, é importante levar o cartão de vacinas e um documento de identidade.
Contraindicação
A vacina é contraindicada para pessoas que tiveram alergia grave em doses anteriores (alergia com necessidade de internação de urgência) ou que têm alergia a algum componente da vacina. Também está contraindicada para pessoas que têm alergia severa relacionada com ovo de galinha e seus derivados.
Para esclarecer: alergia a ovo é quando a pessoa, ao comer ovo ou seus derivados , apresenta ?falta de ar, empolação, edema de glote e a necessidade urgente de internação?.
Pessoas que tiveram a Síndrome de GuilhanBarré, e que estão nos grupos contemplados para vacinação, devem consultar seu médico para avaliar o risco-benefício.
Mitos sobre a vacina
Conforme ressalta Ana Carolina, a vacina não causa gripe. ?As vacinas influenza sazonais têm um perfil de segurança excelente. São constituídas por vírus inativados, o que significa que contêm somente vírus mortos e há comprovação de que não podem causar a doença. Ocorre de a pessoa ter um evento adverso da vacina, mas isso pode acontecer com qualquer outro imunobiológico. A pessoa pode ter febre baixa, mal-estar, dor no local de aplicação com duração máxima de 48 horas, principalmente quando está se vacinando pela primeira vez?, disse.

Comentários