Um homem de 36 anos, vendedor, natural de Mirassol do Oeste/MT, teria saído do interior de São Paulo para buscar a droga no Estado do Mato Grosso e entregar o entorpecente em Divinópolis e região. Quase todo o trajeto foi acompanhado por policiais federais, sendo que a abordagem teve que ser realizada na BR-262, no município de Bom Despacho, uma vez que o motorista do veículo Hilux prata, com placa de Jundiaí/SP, desconfiou que estava sendo seguido.
Os 27 quilos da pasta base de cocaína, em tabletes, estavam escondidos em um fundo falso no encosto do banco de trás da caminhonete. Chamou a atenção o fato de que, para ter acesso ao local onde a droga estava escondida, era necessário acionar um dispositivo elétrico, fabricado para liberar o encosto do banco. O esconderijo possibilitava que a droga fosse transportada tranquilamente pela quadrilha de traficantes até seu destino, sem chamar a atenção em eventual abordagem policial.
A pasta base de cocaína apreendida, depois de refinada e desdobrada, poderia chegar a até quatro vezes a quantidade inicial.
O trabalho é fruto de investigações que vem sendo realizadas pela Delegacia da Polícia Federal de Divinópolis, no intuito de coibir a distribuição de drogas no Centro-Oeste mineiro.
O homem foi preso, autuado em flagrante delito, por estar incurso no art. 33 da Lei 11.343/2006 (lei de tóxicos). Após a lavratura do flagrante, ele seria conduzido à cadeia do município de Bom Despacho.

COMPATILHAR: