Cerca de 40 dirigentes de sindicatos rurais, cooperativas e associações da região de Passos participaram dos primeiros encontros técnicos realizados pelo SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) no Estado. As reuniões ocorreram no dia 9 em Cabo Verde e 10, em Piumhi. O superintendente do Senar Minas, Antonio do Carmo Neves, avaliou que os encontros alcançaram as expectativas. Durante os eventos, ele abordou temas como estrutura de atuação do Senar, mercado de trabalho rural e termo de cooperação e contrato de trabalho. ?Tivemos uma boa presença e percebemos que os dirigentes consideraram relevantes os assuntos tratados.?
No encontro em Cabo Verde, compareceram 20 cooperados dos municípios de Fortaleza de Minas, Machado, Andradas, Santa Rita de Caldas, Alterosa, Alfenas, Areado, Botelhos, Caldas, Campestre, Carmo do Rio Claro, Guaranésia, Guaxupé, Monte Belo, Monte Santo de Minas, Muzambinho, Nova Resende, Paraguaçu, Poços de Caldas e Poço Fundo.
Em Piumhi, foram 18 dirigentes das cidades de Arcos, Bambuí, Bom Despacho, Delfinópolis, Medeiros, Franca (SP), São Sebastião do Paraíso, Alpinópolis, Cássia, Formiga, Jacuí, Lagoa da Prata, Moema, Pains, Passos, São João Batista do Glória, São Roque de Minas e Nova Serrana.
Durante as reuniões, os participantes puderam opinar e tirar dúvidas sobre o novo convênio que terá validade de três anos e será assinado a partir do segundo semestre. O contato com os dirigentes permitiu levantar os pontos positivos na relação com o Senar e também ouvir sugestões para melhorar a parceria?, completou Antonio do Carmo. Dentre os pontos relevantes, ele destaca a busca por novas parcerias a fim de viabilizar a realização de mais treinamentos gratuitos à população rural. Além disso, o superintendente percebeu maior envolvimento dos dirigentes no processo de mobilização dos eventos.

Para o gerente regional do Senar em Passos, Rodrigo de Castro Diniz, os participantes estavam motivados para o encontro. ?Eles se envolveram com os assuntos e tiveram oportunidade de se inteirar de questões relevantes para atuação na região?, afirmou. A partir deste encontro, ele acredita que a relação SENAR-cooperados-instrutoria se tornará mais profissional. ?Isso vai facilitar os processos internos?. Na avaliação da assessora jurídica do SENAR, Cláudia Carvalho Cobianchi, os encontros se consolidaram como um momento de aproximação do SENAR com as entidades cooperadas e entre elas mesmas.

Repercussão em Piumhi

Em Piumhi, o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Rafael Alves Tomé, avaliou que os encontros deveriam ocorrer mais vezes. ?Os sindicatos devem ter maior responsabilidade no processo, mas vamos sair ganhando porque teremos que cumprir melhor nosso papel. Muitos dirigentes sindicais poderiam ter aproveitado mais o encontro para somar as forças da própria entidade sindical?, disse.
Edélcio José Cançado Ferreira, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Moema e vice-presidente da FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais), acredita que o encontro serviu para aproximar as bases sindicais da superintendência do Senar Minas.
Na visão do diretor da Cocapec (Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas) de Franca (SP), Ricardo Lima de Andrade, a reunião superou as expectativas. ?O encontro mostrou com clareza a proposta do Senar e deixou-me mais tranquilo ao saber sobre o papel dos cooperados nesse Sistema?, avaliou.

Comentários