Redação Últimas Notícias

O evento denominado “Diálogos Hidroviáveis” ocorreu na segunda-feira (22), em Alfenas, e foi mais uma iniciativa da Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago) na promoção de eventos que tenham como escopo principal, a defesa da manutenção de uma cota mínima no Lago de Furnas.

O respeito a esta cota mínima por parte do Operador Nacional do Sistema (ONS) é condição sinequa non para que os municípios lindeiros usufruam do multiuso das águas armazenadas no lago, popularmente conhecido como Mar de Minas.

O evento que ocorreu nas dependências da Unifenas, contou com a presença de cerca de 100 participantes, dentre estes um grande número de prefeitos, vereadores e secretários dos diversos municípios que compõem os quadros da Alago.  Além destes, representantes do Ministério do Turismo, Crea, Emater, Sebrae, Denit, Igam, Marinha Brasileira, Unifenas, Unifal, Unifeie de outras entidades da região abrangida pelas águas de Furnas compareceram ao evento.

É importante ressaltar a presença dos deputados federais Mauro Lopes (MDB) de Minas Gerais e Edinho Bez (MDB) de Santa Catarina, ambos membros da Frente Parlamentar Mista de Logística (Câmara e Senado), os quais se comprometeram a defender os interesses da região de Furnas no Congresso, especialmente na busca de aprovação de uma lei que garanta o estabelecimento de uma cota mínima a ser mantida no Lago de Furnas.

“Este lago mineiro não pode servir apenas para a geração de energia, o multiuso das águas é condição indispensável para a economia, gerando emprego e renda através das múltiplas atividades que a água e as belezas naturais desta região nos ofertam”, disse o deputado Mauro Lopes.

A estruturação da navegação como atrativo para os produtos turísticos dos Circuitos dos Lagos de Furnas e de Mascarenhas de Moraes; o ordenamento das áreas navegáveis e seu impacto na economia e no turismo dos municípios da região; a importância da revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio Grande e a apresentação de estudos já realizados pela Unifei, visando a implantação da Hidrovia Mar de Minas, estratégica para o desenvolvimento do turismo náutico com segurança, foram temas amplamente discutidos naquela ocasião.

O evento “Diálogos Hidroviáveis”, teve sequência na quarta e quinta-feira (24 e 25), em três Marias e nesta sexta-feira (26), em Pirapora.

O presidente da Alago, Hideraldo Henrique Silva, prefeito de Boa Esperança, satisfeito com mais este passo que a comando da Alago é dado em defesa do multiuso do Lago, acredita que, finalmente, com o governo federal voltado para o uso do modal de hidrovias como prioridade, a economia regional experimentará a pujança que há muitas décadas, o visionário JK vislumbrou para este estado. Com o apoio dos deputados federais e estaduais, Hideraldo confia que o sonho da manutenção do lago em níveis aceitáveis, está próximo com a aprovação de lei neste sentido.      

Comentários