Diante dos altos índices de câncer de pulmão em estadiamento avançado na Região Centro-Oeste de Minas Gerais e pelo fato de que o tratamento da doença em seus estágios iniciais traz a perspectiva de aumento de sobrevida aos pacientes, a Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas (ACCCOM) inicia um projeto de educação continuada e investe na criação do Ambulatório de Nódulos Pulmonares.
As primeiras cidades a receberem a visita da equipe da ACCCOM e da cirurgiã torácica Ana Paula Israel serão Formiga e Campo Belo. Nesta segunda-feira (8), acontece na Secretaria Municipal de Saúde de Formiga, das 13h30 às 14h30, uma palestra intitulada ?Condução de Pacientes com Nódulos Pulmonares? e o lançamento do Ambulatório de Nódulos Pulmonares para os profissionais dos municípios de Formiga, Bambuí, Córrego Fundo, Córrego Danta, Medeiros, Pains e Pimenta.
Depois, das 16h às 17h, o trabalho será desenvolvido em Campo Belo, também na Secretaria Municipal de Saúde para os profissionais da cidade e de Camacho, Candeias, Aguanil, Cana Verde, Cristais, Santana do Jacaré e São Francisco de Paula.
Segundo a ACCCOM, o câncer de pulmão é uma doença silenciosa. Quando surgem os primeiros sintomas, em geral, o paciente já se encontra fora de possibilidades cirúrgicas e com perspectivas de tratamento oncológico (quimioterapia e radioterapia) trazendo resultados desapontadores na sobrevida em 5 anos. A chance desses pacientes está no tratamento realmente precoce da doença.
A parceria com a cirurgiã torácica tem como objetivo levar aos profissionais de saúde da região de abrangência da ACCCOM informações para um diagnóstico mais apurado e rápido e, consequentemente, um encaminhamento precoce para o tratamento adequado que, segundo a cirurgiã Ana Paula, faz toda a diferença: ?É comum vermos pacientes serem observados por meses ou mesmo anos e chegarem ao Hospital do Câncer/ACCCOM praticamente sem perspectiva de tratamento, enquanto seus médicos de origem passaram todo este tempo vendo a lesão crescer e o indivíduo ser consumido pela doença?.

Comentários
COMPATILHAR: