A violência que marcou a saída para o feriado do Natal voltou a dar as caras nas rodovias que cortam Minas Gerais no retorno da folga prolongada. Pelo menos quatro pessoas morreram nessa segunda-feira (25) nas estradas mineiras, três delas em uma batida violenta de frente entre um carro e uma carreta na altura do km 292 da BR-381 em Antônio Dias, no Vale do Rio Doce. A ocorrência motivou o fechamento total da estrada, caminho entre Belo Horizonte e o Leste de Minas e também rota para as praias do Sul da Bahia e litoral Norte do Espírito Santo. Um homem também morreu na BR-116 no Vale do Jequitinhonha.

Outra morte nessa segunda foi registrada na BR-116, em Padre Paraíso, no Vale do Jequitinhonha. O carro envolvido na batida, um Fiat Siena com placas de Belo Horizonte, seguia pelo km 177 da rodovia quando saiu da pista e bateu em uma árvore. A saída da estrada ocorreu logo após uma curva e o motorista Erivelton Soares Antonio, que seguia no sentido Bahia da rodovia morreu no local.  Ele estava sozinho no carro.

(Foto: Reprodução/Whatsapp

Outra má notícia veio de Juiz de Fora, na Zona da Mata. O ex-goleiro do Atlético, Leo Percovich, perdeu a segunda filha após um acidente que aconteceu na BR-040, em Santos Dumont, em 16 de dezembro. No dia do desastre, Leo, que estava com a mulher e três filhos, já havia perdido a filha mais nova, de 5 anos, quando seu carro caiu de um viaduto de cerca de 20 metros de altura. No fim da tarde de domingo (24), morreu também a filha mais velha, de 10 anos, que estava internada na Santa Casa de Juiz de Fora. O casal e um dos filhos seguem internados no Hospital Albert Sabin, que não informou o estado de saúde dos três.

Saída para o feriado

Na saída para o feriado do Natal Pelo menos 16 pessoas morreram. O número corresponde aos óbitos ocorridos em apenas quatro acidentes, dois deles na MG-122, rodovia estadual localizada no Norte de Minas.

O terceiro aconteceu na BR-381, no Leste do Estado, e outro, com uma vítima, na BR-116, na altura de Alpercata, no Vale do Rio Doce. Um balanço final das operações policiais será divulgado na tarde desta terça-feira (26).

Na MG-122, oito pessoas morreram e 12 ficaram feridas em um grave acidente entre um ônibus de turismo, uma carreta cegonheira e uma caminhonete. A batida foi no trecho entre Mato Verde e Porteirinha, no Norte do Estado, na tarde de sábado (23).

De acordo com testemunhas, a caminhonete fazia uma ultrapassagem em faixa contínua e acertou a lateral da carreta cheia de veículos. A cegonheira foi forçada a ir para o acostamento e, quando voltou, acertou o ônibus de passageiros. Logo depois, a carreta pegou fogo.

Na mesma rodovia, porém em Capitão Enéas, distante pouco mais de 100 quilômetros do primeiro trecho, cinco pessoas de uma mesma família morreram após um grave acidente na manhã de sábado.

Conforme o Corpo de Bombeiros de Montes Claros, que atendeu a ocorrência, o motorista tentou fazer uma ultrapassagem proibida no trecho de pista simples. Ele perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore de grande porte. O veículo se partiu ao meio.

(foto: Reprodução da internet/Facebook Norte de Minas MG)

Três pessoas – o motorista de 49 anos, um jovem de 18 e uma mulher de 68 – morreram no local do acidente. Uma criança de 9 anos chegou a ser conduzida para a Santa Casa de Misericórdia, mas ao dar entrada no hospital, não resistiu e morreu. Ainda segundo a corporação, ela tinha fraturas graves nos membros inferiores e na cabeça.

Outra vítima, de 39 anos, morreu no deslocamento entre o local do acidente e o hospital

 

Fonte: Estado de Minas e Hoje em Dia ||

Comentários