Na semana passada, os alunos do 4º período de fisioterapia apresentaram aos colegas, na sala de aula, suas observações e considerações acerca de um caso clínico, o qual acompanharam durante todo o semestre.
A ação faz parte das atividades promovidas por intermédio da disciplina envolvimento prático orientado II, lecionada pelo professor André Carvalho Costa. Segundo ele, a matéria tem início a partir do 3º período e, a cada semestre, tem o seu grau de complexidade aumentado. ?No semestre passado, cada aluno teve que realizar vinte horas de estágio observatório, acompanhando um estagiário do último ano do curso, em uma área que tivesse mais afinidade. Ao final, eles tinham que entregar um relatório, descrevendo tudo o que observaram no período. Neste semestre, eles tiveram que realizar a mesma coisa. Porém, desta vez, além de realizarem o acompanhamento e fazerem o relatório, os acadêmicos deveriam escolher um caso clínico e apresentá-lo aos colegas de classe?, explica o professor.
Ainda de acordo com o professor, o objetivo da disciplina é fazer com que o aluno vivencie, o quanto antes, a prática realizada no curso de fisioterapia. Além disso, as ações promovidas fazem com que os estudantes se aproximem e comecem a entender sobre a realidade dos pacientes, seus problemas e necessidades. ?Tudo isso proporciona um grande desenvolvimento de diversas habilidades e competências do aluno, fazendo com que ele se interesse, cada vez mais, pela graduação. Ao apresentar o caso clínico para os colegas, além de estudar sobre o caso do paciente, ele treina a oratória e desenvoltura para falar em público?, salienta.
O professor comentou ainda que ?o envolvimento prático orientado é fundamental para a motivação e permanência do acadêmico no curso, além de prepará-lo para os estágios do último ano e também para a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso?.

Comentários
COMPATILHAR: