O Cruzeiro teve bom volume de jogo, criou chances, mas conseguiu marcar apenas um gol contra o Sampaio Corrêa na tarde desse sábado (14), no Independência. Com isso, o time empatou pela nona vez na Série B do Campeonato Brasileiro e soma até agora 18 pontos na competição, em 18 rodadas.

Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico Vanderlei Luxemburgo afirmou que está satisfeito com a produtividade da equipe, mas que a pressão emocional está prejudicando na hora das finalizações. Ele disse, ainda, que a tranquilidade e a confiança para fazer os gols virá com o tempo de trabalho.

“O futebol tem uma parte que é complicada que se chama emocional, né? E a equipe vinha aí de dez jogos sem ganhar, agora ganhamos um e empatamos dois. O importante é que eu vejo um progresso da equipe. Aí você vai falar assim: mas progresso como? É porque nós saímos atrás do Brusque e viramos. Saímos atrás contra o Vitória, viramos o jogo, mas eles empataram. Saímos atrás hoje aqui e tivemos 20 ou sei lá quantas oportunidades concretas e não fizemos o gol. Nós estamos fazendo (criando volume). Eu acho que a hora que o time criar estabilidade, ter tranquilidade, entender que nós temos condições de poder crescer, que o trabalho está encaixando, os gols vão vir. Estamos no caminho certo da produtividade da equipe”, disse.

Luxemburgo também lamentou os erros individuais cometidos na partida que, segundo o treinador, estão atrapalhando o Cruzeiro a construir uma vantagem sobre o adversário e fazer um jogo mais tranquilo.

“Se você pegar coletivamente, a equipe jogou com o domínio do jogo. Mas tivemos erros individuais e isso é ruim no futebol, porque um erro individual quando você está jogando bem, como nós estávamos, de repente vai, toma um gol, aí ‘esculhamba’ momentaneamente, mas nós conseguimos manter a tranquilidade, conseguimos manter o equilíbrio e seguimos jogando. Mas são os erros individuais. Sem querer crucificar ninguém, porque a gente entende que faz parte do jogo de futebol”, afirmou.

Melhora no segundo tempo – Nos últimos jogos, o Cruzeiro vem apresentando um futebol melhor no segundo tempo, principalmente depois da entrada de alguns atletas. Na partida contra o Sampaio Corrêa, Moreno saiu do banco para fazer o gol de empate.

Questionando sobre o impacto das mexidas no time, Luxemburgo afirmou que é preciso observar o jogo e fazer as alterações de acordo com cada situação e reforçou que o mais importante é o fato dos atletas estarem entrando em campo e conseguindo ajudar a eequipe.

“A gente tem o jogo para observar né? E aí você faz as mexidas. O importante é que os jogadores que estão entrando, estão entrando com muita vontade, com muita disposição, mostrando serviço. O ambiente é um ambiente propício, é um ambiente bom, não existe ‘trairagem’, não existe jogador fazendo ‘corpo mole’, e a gente está buscando o melhor. Mas neste jogo, principalmente, acho que fomos bem os 90 minutos”, completou.

Fonte: Itatiaia

COMPATILHAR: