O asteroide 2005 YU55, que está passando perto da Terra, deve atingir nesta terça-feira (8) o ponto mais próximo de nosso planeta. A Nasa calcula que, às 21h28 (horário de Brasília), o corpo celeste estará a menos de 325 mil quilômetros da Terra, ou seja, mais perto que a distância que nos separa da Lua.
Essa a aproximação mais rente de um asteroide que já ficamos sabendo com antecedência em toda a história, afirma Lance Benner, pesquisador do Laboratório de Propulsão de Jatos (JPL), órgão da Nasa responsável por essas contas.
O 2005 YU55 não vai bater na Terra, pelo menos não dentro do período que conseguimos calcular, que se estende por vários séculos, completa o especialista.
O 2005 YU55 passa com regularidade perto de Vênus, da Terra e de Marte, mas não chega tão próximo de nós há pelo menos 200 anos.
A última vez que um corpo celeste tão grande chegou tão perto de nós foi em 1976, mas, na época, os astrônomos não previram a visita. A próxima visita de um asteroide desse tamanho está prevista para 2028.
Astrônomos amadores que quiserem tentar ver o asteroide vão precisar de um telescópio de, pelo menos, 15 cm.

Comentários
COMPATILHAR: