O perfil oficial do Atlético no Twitter comemorou, repostando um vídeo de um torcedor mandando “aquele abraço” para a torcida do Flamengo no ritmo da música de Gilberto Gil.

O meia argentino Zaracho também fez festa, mas tem motivo para isso, pois o clube onde foi revelado alcançou uma façanha no Maracanã, mas a análise fria da eliminação do rubro-negro carioca ainda nas oitavas de final da Copa Libertadores, na noite desta terça-feira (1), diante do Racing, da Argentina, nos pênaltis, indica uma concorrência ainda mais forte para o Galo na luta pelo título da Série.

Claro que a reação oficial alvinegra é explicada pela grande rivalidade de mais de 40 anos entre os dois clubes, mas por outro lado, os flamenguistas, que têm o melhor grupo de jogadores do futebol brasileiro, embora isso ainda não seja uma realidade em campo, passam a ter agora, até o final da temporada, em 24 de fevereiro de 2021, apenas o Brasileirão como competição a ser disputada, mesma situação enfrentada pela equipe de Jorge Sampaoli.

Antes, os cariocas já tinham caído nas quartas de final da Copa do Brasil, com duas derrotas diante do São Paulo, atual vice-líder da Série A, mas que pode assumir a liderança nesta quinta-feira (3). Para isso, terá de derrotar o lanterna Goiás, em jogo adiado da primeira rodada, por causa do surto de Covid-19 no time goiano. O jogo será às 19h, no Estádio da Serrinha, em Goiânia.

Após a eliminação diante do Racing, o jogador do Flamengo a falar em entrevista coletiva foi o experiente Diego, reserva, mas um dos líderes do grupo. “Não temos outra alternativa a não ser seguir em frente, temos o Brasileiro pela frente, queremos buscar as vitórias e o título, e confio que isso vai acontecer”, afirmou o camisa 10 rubro-negro.

O retrospecto sob o comando de Rogério Ceni neste início de trabalho do treinador no clube aparece como uma barreira. Já são duas eliminações em copas e apenas uma vitória em seis partidas, e sobre o Coritiba, que integra a zona de rebaixamento do Brasileirão, em jogo disputado no Maracanã.

Fonte: Hoje em Dia

Comentários
COMPATILHAR: