O Atlético decide nesta noite o direito de continuar sonhando com o inédito título da Copa do Brasil, apegando-se numa conhecida expressão: Nada como um dia após o outro. Depois de fazer a pior partida do ano no empate sem gols com o Fluminense, na estréia no Campeonato Brasileiro, os jogadores atleticanos estão empenhados em conseguir uma vitória sobre o Botafogo, em partida que começa às 21h45, no Engenhão (RJ), para chegar às semifinais da competição.
Como não passou de um empate em 0 a 0 no jogo de ida, O Galo depende de uma vitória simples ou da igualdade com gols. Caso seja repetido o placar da primeira partida, a decisão vai para os pênaltis. Os anfitriões precisam vencer.
O time atleticano vem de um retrospecto ruim – uma vitória e apenas um gol marcado nos últimos cinco jogos. A eliminação nesta noite pode custar o cargo do técnico Geninho.
O treinador atleticano e os jogadores só aceitam um resultado no confronto no Rio de Janeiro: a vitória. Eles estão inconformados com as últimas atuações da equipe e esperam dar um basta na má fase com a classificação em cima dos botafoguenses.
Conversamos sobre todos os erros cometidos nos últimos jogos e vamos voltar a fazer uma grande partida. Temos um confronto importantíssimo pela frente, que pode nos deixar perto da Copa Libertadores de 2009 e aumentar nossa auto-estima no Campeonato Brasileiro, afirmou Geninho. O treinador espera que sua equipe se imponha, mesmo diante da torcida adversária para deixar o campo com a vaga. É importante que o time agrida o Botafogo. Não podemos ficar atrás durante o jogo e nem sermos temerosos.
O meia Almir reconhece o potencial do Botafogo, porém acredita numa boa atuação do alvinegro mineiro. Não estou pensando em derrota ou outro resultado que não seja a vitória. Fico feliz com o reconhecimento da torcida atleticana e minha felicidade só vai ser mais completa com a vitória do nosso time. Almir avisou que vai comemorar muito se fizer um gol contra o seu ex-clube.

Comentários
COMPATILHAR: