Na reunião de segunda-feira (27), na Câmara Municipal, o vereador Juarez Carvalho/PP durante a sua fala, disse que foi informado de que as aulas de teatro na Escola Municipal de Artes ( Emart) estavam suspensas.
Em entrevista, a secretária adjunta de Cultura, Maria José Boaventura explicou que as aulas na Emart não foram suspensas, o que houve foi o término dos contratos dos professores de teatro Fabio de Almeida e de dança, Edivaldo Nascimento (Caveira). ?Os contratos venceram no dia 22 de maioe não estavam inseridos dentro de um projeto pedagógico, pois as aulas eram ministradas como oficinas isoladas. Os professores terão que renovar esses contratos?, informou a secretária.
Maria José explicou ainda que a escola passará por mudanças. Primeiramente, será feito um projeto pedagógico para que haja um plano comum entre os cursos da Emart, em seguida, serão nomeados os professores para cada disciplina. ?Dentro do nosso planejamento, as escolas terão cursos livres de expressão. Será um espaço onde as pessoas poderão se expressar, satisfazendo assim uma necessidade biológica. Os alunos terão um conhecimento mais aprofundado em cultura?, disse.
Enquanto o novo planejamento não é colocado em prática, a secretária garantiu que os alunos não ficarão sem aulas. A Emart está montando o musical, Os Saltimbancos com os alunos. As inscrições para a participação na peça estão abertas até o dia 5 de junho.
De acordo com Maria José, os alunos que fizeram aulas na Emart até o dia 22 de maio receberão os certificados dos cursos. Ela informou ainda que os alunos passarão por um novo cadastro, para continuar fazendo as aulas.
Planejamento para administração cultural
O novo projeto tem como objetivo:
– Fomentar as ações de político-culturais do programa de governo da administração 2013-2016.
– Despertar o interesse da administração pela gestão cultural de forma efetiva, pertinente, responsável e respeitável.
– Desenvolver a cultura em todos os seus campos, como expressão e afirmação da identidade formiguense.
– Integrar a política cultural do município ao processo de desenvolvimento local ? econômico, social e político.
– Reconhecer o pluralismo e a diversidade culturais, respeitando as diferentes identidades e formas de expressão.
– Descentralizar as atividades culturais.
– Promover a integração cultural/social no âmbito da vida cotidiana
– Promover intercâmbios artísticos e culturais, para servir de referência para os artistas locais.
– Compreender a participação da sociedade como princípio constitutivo do processo de formulação de políticas culturais.
– Valorizar a apoiar a cultura popular em suas diversas manifestações.
– Instigar o cidadão a realizar sua cidadania e participar ativamente da dinâmica da cidade.
– Coordenar, reestruturar e reformular a Escola Municipais de Artes, Museu Municipal Francisco Fonseca.
– Oferecer a cultura como forma direta no combate às drogas.

Comentários
COMPATILHAR: