Priscila Rocha 

Apenas duas bandas da cidade se apresentarão no festival de rock Formiga Sônica, Os Sônicos e Taverna.

Para a Taverna, essa edição do festival será muito especial, já que, a banda realizará o pré-lançamento do primeiro álbum, ‘Quarto Escuro’, que acabou de sair do forno.

O álbum contém 10 canções: Não se possui no amor, Desempregado, Desencontro, Quarto Escuro, O Beijo da Tempestade, Ajoelhado na Encruzilhada, Blues da Malandragem, Desconsolo, Breve e Sincero e Um Gole de Spleen. As canções estão disponíveis para download no site da banda.

Formada há dois anos por Gabriel Guma – vocalista, Matheus Oliveira- violão, Vinícius Couto – baixo, André Ameba – percussão e Cláudio Menezes (Presunto) – gaita; a banda produz um som intimista que remete a simplicidade das antigas tavernas, misturando sonoridades do blues, folk e do rock e apresenta em meio as canções, poesias do vocalista e de autores consagrados como Paulo Leminski, Bukowski, Rogério SkyLab, Manoel de Barros, entre outros.

De acordo com Matheus Oliveira, violonista da banda, o nome Taverna foi eleito após uma votação. “Procurávamos um nome que representasse o tipo de som que fazemos. Nosso som é simples, inspirado no ambiente intimista, boêmio e alegre das antigas tavernas, daí o nome”, explicou.

A Taverna já marcou presença em festivais importantes da região como o FestiFor 2014, Festival Nacional da Canção (Fenac 2014) e Festival de Música Autoral de Lagoa da Prata (Lacustre 2015), onde levou o prêmio de Melhor Letra, com a música ‘Desempregado’.

Matheus contou que o CD, foi produzido sem pretensões mercadológicas. “É feito ‘de quem gosta para quem gosta’ e já estamos trabalhando para a elaboração do segundo trabalho. Haverá um show de lançamento ainda sem data prevista. Ficamos orgulhosos por representar a cidade não só no Formiga Sônica, mas em vários outros festivais por Minas Gerais afora”, disse.

A banda se apresentará no Formiga Sônica neste domingo (19) às 16h.

 

 

Priscila Rocha

Comentários