De acordo com o portal A Cidade, o jornal de Votuporanga, na tentativa de ajudar, os moradores repassaram na sexta-feira (2) que uma garota de 3 anos estaria desaparecida após um suposto sequestro no bairro Jardim Alvorada.

Porém, a informação não procede. Trata-se de um caso que aconteceu no final de março em Alfenas/MG. O nome Jardim Alvorada é bem comum em diversas regiões, inclusive em Formiga. A informação também se espalhou em outras cidades como Jales e Limeira.

A reportagem O Diário Independente, de Alfenas, informou que tudo não passou de um lapso de memória do pai da criança. Ele esteve envolvido em um trabalho na garagem e observou que um veículo com um casal estava estacionado do outro lado da rua.

No mesmo instante, percebeu que a filha estava circulando pela frente da casa, quando pegou ela para fazer uma entrega. Em seguida, deixou a menina na casa de uns amigos enquanto terminava o serviço.

Ao terminar a entrega, percebeu um silêncio no carro e chamou pela filha. Ao perceber que ela não estava no carro ligou para a esposa dele, que disse que a menor não estava em casa. Neste momento, o desespero tomou conta do casal.

Com a imagem das pessoas em frente à casa deles, os piores pensamentos vieram à mente. A Polícia foi acionada gerando grande confusão, até que chegou a notícia de que a filha estava na casa do amigo.

O pai reconheceu que agitação, o estresse por conta da pandemia e um lapso de memória gerou a confusão. O homem agradeceu aos policiais e as pessoas que contribuíram para o desfecho da história.

Fonte: A Cidade – Jornal de Votuporanga

COMPATILHAR: