A ONG Transparência Internacional divulgou nesta terça-feira (26) o relatório anual da corrupção no setor público em todo o mundo. A posição do Brasil no ranking permaneceu inalterada em relação ao ano passado.
Os países são avaliados e recebem nota de 0 a 10 – quando zero indica corrupção disseminada e dez indica pouco corruptos.
O Brasil manteve a nota 3,7 e ocupa o 69ª colocação no ranking que relacionou 178 países. No ano passado, quando foram relacionados 180 países, o Brasil estava em 75º. Porém, não se trata de uma melhora do país em relação ao ano passado, apesar de ter subido de posição na lista. Segundo a ONG transparência, a mudança de posição do Brasil é resultado da piora de diversos países.
Cuba, Montenegro e Romênia ocupam a mesma colocação do Brasil. O primeiro lugar ficou com Dinamarca, Nova Zelândia e Cingapura, que receberam 9,3 pontos.
As avaliações que baseiam o ranking são feitas por órgãos como fundações, ONGs, centros de estudos e bancos de desenvolvimento.
Setenta e cinco por cento dos países avaliados não atingiu nota superior a 5.
Países em conflito apresentaram mais corrupção, como Iraque (apenas 1,5 ponto no ranking), Afeganistão (1,4), Mianmar (1,4) e Somália (1,1, última colocada). Somente o Haiti apresentou melhora nesse aspecto, passando de 1,8 ponto em 2009 para 2,2 em 2010.

Ranking de Percepção da Corrupção 2010 – Destaques (Fonte: BBC)
1) Dinamarca, Nova Zelândia e Cingapura – nota 9,3
4) Finlândia e Suécia – nota 9,2
17) Barbados – nota 7,8
21) Chile – nota 7,2
22) Estados Unidos – nota 7,1
24) Uruguai – nota 6,9
69) Brasil – nota 3,7
105) Argentina – nota 2,9
146) Haiti – nota 2,2
164) Venezuela – nota 2,0
175) Iraque – nota 1,5
176) Afeganistão e Mianmar – nota 1,4
178) Somália – nota 1,1

Comentários
COMPATILHAR: