Representante da Câmara Municipal e da Prefeitura de Formiga assinaram um documento datado do dia 15 de maio, no qual acordam da decisão de cancelar uma ação judicial em que participavam como autora e réu respectivamente.
De acordo com a assessoria de comunicação da Câmara Municipal, o órgão entrou com uma ação contra a Prefeitura em 2011, pois um acordo firmado entre o então presidente do Legislativo Edmar Ferreira/PT e o prefeito Aluísio Veloso/PT sobre a aplicação do dinheiro sobressalente da Câmara na reforma do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) não foi cumprido, já que até hoje o Centro continua abandonado. Em todo final de legislatura, o dinheiro destinado ao orçamento da Câmara que não for gasto deve ser devolvido à Prefeitura, para que seja aplicado em alguma área deficiente da cidade.
No documento assinado pelo presidente da Câmara, Gonçalo Faria/PSB, pelo assessor jurídico do Legislativo, Antônio Monteiro Junior, por Aluísio Veloso e pela procuradora municipal, Sandra Micheline de Castro Salviano, as partes envolvidas na ação reafirmam a desistência do processo judicial, sendo que a Prefeitura se compromete a construir ou reformar/ampliar o Caps, utilizando a quantia no valor de até R$778.171,09, incluindo a Ordem de Serviço Extraorçamentária datada de 27/12/2010. O processo de desistência de ação judicial foi homologado pelo juiz Ramon Moreira no dia 16 de maio.
Repasse de cheque
Em dezembro de 2010, Edmar Ferreira/PT esteve no gabinete do prefeito Aluísio Veloso/PT para devolver os R$ 660 mil economizados pelo Legislativo na gestão do vereador Reginaldo Henrique dos Santos (Dr. Reginaldo/PCdoB), presidente da Casa em 2009.
De acordo com Gonçalo Faria, a quantia que será destinada na reforma do Caps no valor de R$778.171,09 tem a adição de R$118 mil aos R$660 mil iniciais que seriam utilizados para a construção do prédio da Câmara, porém, na época, a mesa diretora não quis assinar o documento aprovando a compra de um terreno. O dinheiro acabou sendo devolvido para a Prefeitura de Formiga.
Municipalização do Caps
No dia 8 de março deste ano, o presidente da Câmara, Gonçalo Faria, o então chefe de Gabinete, Sheldon Almeida, estiveram em Belo Horizonte reunidos com o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Cássio Soares/PSD.
O assunto discutido no encontro foi a doação definitiva, por parte do Estado ao município de Formiga, do terreno do Centro Social Urbano, onde atualmente funciona o Centro de Atenção Psicossocial (Caps).
Na época, Sheldon Almeida disse que ?a Prefeitura tem um projeto para construir outro Caps no local. O Aluísio disse que não queria fazer nenhuma reforma na quadra, pois depois ficaria desperdiçado. Ele se comprometeu a construir uma nova quadra, pois vai sobrar uma área remanescente?, explicou.

Comentários
COMPATILHAR: