No primeiro semestre desse ano foram criados 1,04 milhão de empregos com carteira assinada, de acordo com informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgadas ontem pelo Ministério do Trabalho. O número representa uma queda de 25,9% comparando-se ao mesmo período do ano passado, quando foram abertas 1,41 milhão de vagas.
Trata-se, também, do pior resultado para o período desde 2009, quando foram criados 397,9 mil empregos com carteira assinada. Os números de criação de empregos formais do acumulado deste ano, e de igual período de 2011, foram ajustados para incorporar as informações enviadas pelas empresas fora do prazo -até o mês de maio. Os dados de junho ainda são considerados sem ajuste.
Somente no mês passado, foram abertas 120.440 vagas com carteira assinada, o que representa o pior resultado para os meses de junho, desde 2009 – quando foram criados 119.495 empregos formais. Na comparação com o mesmo mês de 2011 (+215.393) houve uma queda de 44%.
A queda na criação do número de empregoscom carteira assinada acompanha a desaceleração da economia brasileira.

Comentários
COMPATILHAR: