No sul de Minas, as cidades de Passos e Pouso Alegre anunciaram, oficialmente, nessa quinta-feira (12), que as administrações municipais decidiram não promover este ano, a tradicional festa de carnaval. Motivo: falta de recursos, ou melhor, quebradeira geral pela qual passa a maioria dos municípios brasileiros.

Em Formiga, o portal entrou em contato com a Secretaria de Comunicação e foi informado que o assunto esteve sim, em pauta durante reunião do secretariado ocorrida o início desta semana. No encontro, a Secretaria de Cultura apresentou um estudo bem elaborado dos custos necessários para a realização da festa no município, seguindo a tradição: desfiles e bailes na região central e no distrito de Pontevila.

Três alternativas, no que toca à disponibilização de equipamentos e contratações (som, palcos, ajuda a blocos e agremiações, etc) foram apresentadas e mesmo na modalidade mais econômica mencionada, para se realizar a festa no município, seria necessário um investimento mínimo da ordem de R$80 mil.

O prefeito Eugênio Vilela acompanhado da opinião de alguns secretários decidiu pela não realização da festa afirmando que, no seu entender, os recursos agora poupados estariam mais bem aplicados, por exemplo, na compra de medicamentos que hoje, como todos sabem, faltam nas prateleiras da Farmácia Municipal. “No próximo ano, espero que, já com a Casa em ordem e com as finanças municipais sob controle, esta administração possa promover uma festa de carnaval mais bem preparada e à altura do que a população merece”, disse.

Comentários