Ronaldo Bastos é um dos principais letristas do país. Compositor do Clube da Esquina, ele sabe fazer música tão bem quanto capa de disco, apesar de não ser fotógrafo ou designer. Ao longo de sua trajetória, ele conviveu com talentos dessas áreas: Cafi, Kélio Rodrigues, Noguchi e Rico Lins, entre outros. Todos apuraram a visão e o gosto de Ronaldo pela criação gráfica. Os CDs de sua gravadora, a Dubas Música, são prova disso.
Um apanhado dessa produção pode ser conferido em ?Onda infinita? (Editora Zahar). Além de reproduzir o material iconográfico de cerca de 70 CDs ? capas, contracapas, encartes, ilustrações, fotografias ?, o livro celebra os 10 anos de parceria entre a Dubas e a casa de criação e design 6D.
?Esse trabalho é o resultado do encontro feliz entre um cara que sempre gostou de fazer capas de disco, que sou eu, o Beto Martins, designer talentosíssimo, Leonel Pereda, produtor recém-chegado ao Brasil e encantado pelo que viu e ouviu, e Marcela Boechat, uma grande facilitadora de todos os processos?, conta Ronaldo.
Em 2001, foram lançados dois dos principais títulos do catálogo da Dubas: ?Juventude/ Slow motion bossa nova? e ?Bossa nova lounge/ Look to the sky?. ?Muito bem-sucedidos, eles influenciaram a indústria fonográfica brasileira, de artistas a produtores e executivos. Esses discos traziam, além da música de qualidade indiscutível, forte identidade visual que contribuiu decisivamente para estabelecer uma nova linguagem. De lá para cá, foram muitas capas em parceria entre a Dubas e a 6D?, explica o compositor.
Chama a atenção o formato de ?Onda infinita?, semelhante a um vinil de 10 polegadas. Beto Martins, sócio da 6D, conta que a transposição do material para as páginas o surpreendeu: ?A gente não sabia como as capas iriam reagir, se perderiam algum detalhe. Mas elas se adaptaram superbem, como se tivessem sido desenhadas para aquele tamanho?.
De cerca de 120 discos, foram escolhidos 70, gravados por artistas como Sylvinha Telles, Jorge Ben Jor, Caetano Veloso, Torquato Neto, Fernando Brant, Celso Fonseca, Alaíde Costa e Gilberto Gil, entre outros. Ronaldo Bastos classifica a seleção como feliz e importante, lembrando que capas de LPs antológicos tiveram de ser reformuladas para o formato CD. O repertório desses álbuns traz de bossa nova e samba jazz a MPB e Clube da Esquina.
O multicolorido ?Onda infinita? conta com textos dos jornalistas Arthur Dapieve e Antonio Carlos Miguel e do designer Rico Lins. A edição traz também CD comemorativo com gravações importantes para a MPB. Beto Martins, que enveredou pelo design sob a influência da música ? é neto de compositor e filho de jornalista especializado no tema ?, lembra que o livro foi produzido em tempo recorde. A ideia, adianta ele, é dar prosseguimento ao projeto.
?Com certeza, a gente quer desdobrar a marca ?Onda infinita? em outros produtos ? um novo livro ou disco, não sabemos ainda. Encontramos um caminho legal. E as pessoas reconhecem a importância desse projeto?, conclui Lins.

Comentários
COMPATILHAR: