A Prefeitura de Carmópolis de Minas informou nesta segunda-feira (15), por meio de nota, que o município perdeu 53 doses da vacina Coronavac, que combate a Covid-19, devido uma falha técnica.

Segundo um laudo, apresentado pelo Executivo, uma das câmaras frias que armazena as doses apresentou aumento na temperatura.

De acordo com a Superintendência Regional de Saúde (SRS), até o momento nenhum outro município da Macrorregião Oeste relatou incidentes com os equipamentos e alterações de temperaturas das vacinas Covid-19. 

 Ainda segundo o laudo, um item chamado de “forçador de gás” estava congelado, o que provavelmente acarretou no problema. O equipamento passou por manutenção e o problema foi resolvido.

Na sexta-feira (12), a coordenação de imunização do Estado orientou a inutilização das doses, mas Carmópolis de Minas seguiu com elas guardadas. O município recebeu do Estado 1.272 doses da vacina contra a Covid-19 e 1.034 já foram aplicadas. Não foi informado o número de pessoas dos grupos prioritários que ainda precisam ser imunizadas.

SRS

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) informou, por meio de nota, que está ciente do caso de Carmópolis de Minas. Veja detalhes do que a SRS disse na íntegra:

A Secretaria de Estado de saúde de Minas Gerais, por meio da Regional de Saúde (SRS) de Divinópolis, esclarece que o município de Carmópolis de Minas entrou em contato, com a Regional de saúde de Divinópolis, para informar que havia colocado 53 doses de vacina contra o coronavírus sob suspeita após incidente com o equipamento, que não foi corretamente fechado ao final do expediente do dia 19 de fevereiro. Devido a isso, a temperatura do equipamento ficou fora da temperatura ideal que é de 2º C a 8º C.

Informamos que todos os municípios estão orientados a preencher o formulário para avaliação de imunobiológicos sob suspeita em qualquer variação de temperatura fora do ideal para que seja avaliado por profissional técnico de referência e concluído se os imunobiológicos poderão ser utilizados ou não. Essas análises levam em consideração as característica técnicas de cada imunobiológico relacionados a garantia de sua efetividade quando submetidos a condições não ideais de armazenamento.

Vale ressaltar que o formulário de imunobiológico sob suspeita de Carmópolis de Minas com as informações desse incidente foi encaminhado para a análise e a resposta sobre essa avaliação foi de que as doses devem ser inutilizadas.

Ressaltamos que, até o momento, nenhum outro município da Macrorregião Oeste relatou incidentes com os equipamentos e alterações de temperaturas das vacinas Covid-19.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: