Polícia Federal (PF) de Divinópolis cumpriu na sexta-feira (22) um mandado de busca e apreensão em um hotel da cidade. Os agentes procuravam carros de luxo do ex-presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro), Rogério Onofre, que é réu na Operação Lava Jato e apontado como aliado do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

Na segunda-feira passada (18), a Polícia Federal já havia cumprido mandado de busca e apreensão pelo mesmo motivo em um condomínio de luxo na praia de Jurerê Internacional em Florianópolis (SC), onde Rogério Onofre mantém uma casa. Contudo, a polícia foi informada por funcionários do local que os veículos haviam sido levados para Divinópolis (MG).

Segundo informações do Ministério Público Federal (MPF), a ordem de retirada dos veículos em SC teria sido dada por Dayse Neves, mulher de Onofre. “O cenário aponta para o risco de os acusados, Rogério Onofre e Dayse Neves, terem quisto se desfazer dos referidos bens móveis na tentativa de frustrar efeitos secundários de futura sentença condenatória”.

Na sexta-feira, a polícia esteve no estacionamento do hotel em Divinópolis e localizou seis veículos de Onofre. A PF disse que eles foram transportados de SC para MG ainda no domingo (17). O delegado regional da cidade mineira, Daniel Sousa, informou nesta tarde que os carros foram transportados em uma cegonheira e que Deyse fez a negociação para deixá-los no estacionamento do hotel com a ajuda de terceiros.

O advogado representante do hotel, Thiago Carvalho, disse que Deyse e a família estariam de mudança para Divinópolis, por isso levou os veículos para a cidade e que pagariam R$60 de mensalidade pelo estacionamento de cada carro.

Rogério Onofre está preso acusado pelo MPF de receber R$44 milhões em propina de esquemas de corrupção nos transportes públicos do estado do Rio.

 

Fonte: G1 ||

Comentários
COMPATILHAR: