As 54 cidades que integram a Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Divinópolis registraram 964 casos prováveis de dengue em menos de uma semana, segundo dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) que foram atualizados na segunda-feira (8).

Com o aumento de 16,88%, o número de casos registrados no ano na região passou de 5.710, no dia 1º, para 6.674 casos notificados até esta segunda-feira.

Arcos

Arcos continua como a cidade com mais casos prováveis da doença, com 2.360 casos. No dia 1º, eram 2.239 – ou seja, em uma semana, foram notificados 121 novos casos suspeitos da doença na cidade.

A taxa de incidência na cidade também aumentou de 5624,07 para 5928,01 no número de casos suspeitos da doença – índice considerado muito alto pelo Ministério da Saúde.

A taxa de incidência da doença considera não apenas o número absoluto de casos prováveis (entre suspeitos e sob investigação), mas também a proporcionalidade dos casos em relação ao tamanho da população de um determinado município.

Esta é a quinta semana consecutiva que a cidade registra o maior número de casos prováveis entre as cidades da região, bem como a quinta semana seguida que o município registra um aumento no número de casos.

Outras cidades

A maior cidade da região, e sede da SRS, Divinópolis continua com a taxa de incidência considerada média. Conforme os dados da SES-MG, o município saltou de 335 casos prováveis da doença no ano no último dia 1º, para 462 nesta segunda-feira.

Já Candeias, Iguatama, Itaguara, Itatiaiuçu, Japaraíba, Lagoa da Prata, Luz, Martinho Campos, Pains, Pimenta e São Gonçalo do Pará tiveram uma taxa de incidência da doença considerada muito alta pela SES-MG.

Em Nova Serrana, onde a Prefeitura precisou emitir um alerta pedindo que a população não procure a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em caso de suspeitas de dengue, devido à superlotação da unidade, a taxa de incidência é considerada alta. O município registrou 401 casos prováveis de dengue no ano.

Assim como no último boletim da SES-MG, Serra da Saudade, Tapiraí, Aguanil e Santana do Jacaré são as únicas cidades da região sem casos prováveis de dengue em 2019.

Confira a situação de cada município abaixo:

Casos prováveis de dengue no Centro-Oeste de Minas

Municípios

Casos suspeitos de dengue

População (est. 2017)

Incidência

Situação

Aguanil

0

4.440

0,00

Silencioso

Araújos

19

8.996

211,20

Média

Arcos

2.360

39.811

5928,01

Muito Alta

Bambuí

61

24.018

253,98

Média

Bom Despacho

17

50.042

33,97

Baixa

Camacho

1

3.604

32,62

Baixa

Cana Verde

2

5.735

34,87

Baixa

Candeias

139

15.147

917,67

Muito Alta

Carmo da Mata

2

115.59

17,30

Baixa

Carmo do Cajuru

34

22.136

153,60

Média

Carmópolis de Minas

73

18.995

384,31

Média

Cláudio

36

28.287

127,27

Média

Conceição do Pará

9

5.515

163,19

Média

Córrego Danta

3

3.359

89,31

Baixa

Córrego Fundo

5

6.295

79,43

Baixa

Cristais

21

12.564

167,14

Média

Divinópolis

462

234.937

196,65

Média

Dores do Indaiá

7

13.923

50,28

Baixa

Estrela do Indaiá

5

3.590

139,28

Média

Formiga

267

68.423

390,22

Alta

Igaratinga

13

10.547

123,26

Média

Iguatama

137

8.172

1676,46

Muito Alta

Itaguara

76

13.329

442,64

Muito alta

Itapecerica

7

22.158

31,59

Baixa

Itatiaiuçu

145

10.979

1320,70

Muito Alta

Itaúna

26

92.696

28,05

Baixa

Japaraíba

27

4.308

626,74

Muito Alta

Lagoa da Prata

550

51.204

1074,13

Muito Alta

Leandro Ferreira

12

3.300

363,63

Alta

Luz

167

18.400

907,61

Muito Alta

Martinho Campos

456

13.436

3393,87

Muito Alta

Medeiros

2

3.765

53,12

Baixa

Moema

3

7.525

39,87

Baixa

Nova Serrana

401

94.681

423,53

Alta

Oliveira

5

41.907

11,93

Baixa

Onça de Pitangui

3

3.192

93,98

Baixa

Pains

69

8.391

822,31

Muito Alta

Pará de Minas

369

92.739

397,89

Alta

Passa Tempo

3

8.324

36,04

Baixa

Pedra do Indaiá

6

4.034

148,74

Média

Perdigão

14

10.846

129,08

Média

Pimenta

196

8.720

2247,71

Muito Alta

Piracema

7

6.566

106,61

Média

Pitangui

94

27.706

339,28

Alta

Santana do Jacaré

0

4.861

0,00

Silencioso

Santo Antônio do Amparo

17

18.553

91,63

Média

Santo Antônio do Monte

24

28.115

85,36

Baixa

São Francisco de Paula

2

6.673

29,97

Baixa

São Gonçalo do Pará

254

11.985

2119,32

Muito Alta

São José da Varginha

11

4.834

227,55

Média

São Sebastião do Oeste

7

6.589

106,24

Baixa

Serra da Saudade

0

812

0,00

Silencioso

Tapiraí

0

1.921

0,00

Silencioso

 

 

Fonte: G1||

Comentários
COMPATILHAR: