O lateral-esquerdo Guilherme Arana é um dos poucos titulares incontestáveis em meio às diversas opções do recheado elenco do Atlético. Mesmo ganhando concorrência direta na posição após a chegada de Dodô para esta temporada, o camisa 13 do Galo mantém a titularidade e, sobretudo, a regularidade.

Na vitória no clássico contra o América, Arana alcançou duas marcas que ilustram bem sua constância vestindo a camisa alvinegra. Ele completou 50 jogos disputados e, com o gol que fechou o placar de 3 a 1, alcançou a estatística de participar de uma bola na rede a cada três partidas pelo Galo, seja com tentos marcados ou com assistências.

Isso porque o lateral esquerdo acumula, entre as temporadas passada e a atual, sete gols marcados e nove assistências, totalizando 16 ações no total de jogos disputados, o que representa uma participação exata em bola na rede a cada 3,12 partidas. O levantamento foi feito a partir das estatísticas disponibilizadas pelo portal OGol.

Selecionável

Antes mesmo de atingir as simbólicas marcas pelo Galo, na temporada passada o bom desempenho de Arana com a camisa alvinegra o rendeu uma convocação para a Seleção Brasileira. Na ocasião, o camisa 13 do Atlético substituiu Alex Telles, do Manchester United, que havia contraído a covid-19. O atleticano ficou como opção no banco de reservas para o então titular Renan Lodi, na vitória contra o Uruguai, pela 4ª rodada das Eliminatórias.

Em meio ao calendário do futebol apertado pela pandemia de covid-19 também na esfera das seleções, Arana tem boas chances de ganhar uma nova convocação nesta temporada. Além das Eliminatórias, as seleções do continente disputarão a Copa América, prevista para ser iniciada em junho.

Fonte: itatiaia

Comentários