Uma pesquisa realizada com 2.252 pacientes revela que fumantes e pessoas que consomem regularmente álcool possuem maior risco de desenvolver a doença na boca, garganta, laringe e esôfago. Outros fatores que podem levar ao câncer nas regiões são idade superior a 40 anos, má higiene bucal e uso de próteses dentárias mal-ajustadas.
Esse tipo de câncer pode ser notado pelo paciente quando há dificuldade para falar, mastigar e engolir. Além de outros sintomas, como o aparecimento de feridas na boca que não cicatrizam em uma semana, ulcerações superficiais, com menos de 2 cm de diâmetro, indolores (podendo sangrar ou não) e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa bucal. Quando a doença está em estágio avançado pode provocar dor e presença de caroço no pescoço.
Para prevenir o aparecimento, as pessoas devem evitar o fumo e o consumo de álcool, ter os dentes tratados, fazer consulta odontológica de controle anual e promover a higiene bucal de forma adequada. Outra recomendação de especialistas é a ingestão de uma dieta saudável, rica em vegetais e frutas.

Comentários