A Comissão Especial de Saúde da Câmara Municipal aprovou nessa segunda-feira (20), requerimento do vereador Sandrinho da Looping (Podemos) convocando Audiência Pública para debater os níveis e os instrumentos de testagem da população de Formiga para o novo coronavírus (Covid-19).

Em seu requerimento, Sandrinho, que é presidente do colegiado, também questionou a contratação preventiva do Hospital Santa Marta para desafogar a UPA e destacou a importância de se ter mais leitos com respiradores para os formiguenses.

“Nossa Santa Casa é um hospital referência e os leitos do SUS, até de acordo com a regulação do Estado, não podem e não vão ficar exclusivamente para os formiguenses. Precisamos discutir todos esses pontos e, pontualmente, dar mais atenção e transparência aos dados concretos de testagem em nossa cidade. Isso, com absoluta certeza, vai ajudar muito no combate e planejamento de ações mais efetivas”, explicou.  

A Audiência Pública ainda não tem data definida, mas, de acordo com a Comissão Especial de Saúde, dia, local e horário serão divulgados em breve.

Serão convidados para participar do debate o secretário municipal de Saúde, a Câmara de Diretores Lojistas (CDL), a Associação Comercial e Industrial de Formiga (ACIF) e Sindicato dos trabalhadores Municipais e população, que poderá participar e enviar perguntas de forma virtual pelas plataformas do Poder Legislativo.

Requerimento de Informações

A Comissão Especial de Saúde também aprovou, na semana passada, o envio de ofício ao secretário de Saúde. Leandro Pimentel, solicitando informações sobre investimentos e as ações na área de saúde perante a pandemia.

De acordo com o documento, foram solicitadas cópias de todas as pesquisas de preço, contratos, notas fiscais, cheques, ordens bancárias e empenhos relacionados com a compra de equipamentos, produtos e serviços para o combate ao novo coronavírus, e onde foram alocados, com nome do local, os produtos e as quantidades além de informações sobre testagem.

Nessa segunda-feira (20) também foram requeridas informações sobre quais postos de Saúde estão sem médicos e o motivo de ausência além da falta de ginecologistas e outros especialistas assim como falta de medicamentos. “Esperamos que a Prefeitura e a Secretaria de Saúde providenciem o quanto antes as informações que solicitamos pois nós da Comissão de Saúde estamos sendo cobrados pela população e queremos dar transparência de tudo que está sendo realizado em nossa cidade. Com a Audiência Pública e esse requerimento de informações, estamos cumprindo nossa função de fiscalização e prestação de contas que é essencial ao trabalho parlamentar da Câmara”, afirmou Sandrinho, destacando o trabalho desempenhado pela também integrante da Comissão, vereadora Joyce Alvarenga (PT).

Comentários