Durante as férias é comum ocorrer internações e atendimentos de adultos e crianças que sofreram acidentes domésticos. A coordenadora da Clínica Pediátrica do Hospital João XXIII, da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Eliana de Souza, fala sobre os cuidados que podem prevenir acidentes graves, quando as crianças passam mais tempo em casa.
Uma casa preparada para as crianças garante a segurança. Importante lembrar também que esses acidentes só ocorrem quando não há a presença de um adulto responsável por perto,diz.
A pediatra explica que vários desses cuidados se estendem a residências de pessoas idosas. A infância e a fase idosa são os dois extremos da vida em que precisamos ter mais cuidados para evitar acidentes. O próprio organismo sofre alterações que deixam esses grupos mais frágeis.
Como evitar acidentes domésticos
– Não deixe sofás, camas e mesas próximos a janelas, pois as crianças podem subir facilmente.
– Tampe tomadas para evitar choques elétricos.
– Evite colocar toalhas grandes em mesas, pois podem ser puxadas.
– Não deixe remédios e brinquedos com partes pequenas ou pilhas ao alcance das crianças. Eles podem ser engolidos.
– Evite deixar crianças na cozinha e áreas de serviço. Fornos, cabos de panelas, ferros elétricos, tábuas de passar roupas e produtos de limpeza coloridos em embalagens de refrigerantes são locais que normalmente aguçam a curiosidade das crianças.
– No banheiro, deixe a tampa do vaso sanitário abaixada para evitar afogamentos. Crianças menores não têm controle total do pescoço e podem não conseguir levantar a cabeça sozinhas em caso de um acidente como esse.

Comentários