A venda de bebidas alcoólicas, em Oliveira, está proibida até quinta-feira (19). A medida passou a valer nesta segunda-feira (11) e faz parte de um decreto publicado pela Prefeitura na última sexta-feira (8).

O decreto proíbe que bebidas alcoólicas sejam vendidas em bares, restaurantes, pizzarias, lanchonetes, supermercados, mercearias, disk cervejas, quiosques, trailers e similares. A proibição é válida para vendas em balcão na modalidade de retirada e consumo no local e delivery.

De acordo com o decreto, as medidas foram tomadas com base no aumento de casos da doença na região e na avaliação do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19. A cidade não aderiu ao programa “Minas Consciente”.

No Centro-Oeste, o município não foi o único a restringir a venda de bebidas alcoólicas. A ação também ocorreu em Divinópolis e Cláudio.

Fiscalização

O decreto determina que podem funcionar todos os tipos de serviço com exceção de eventos que fomentem a aglomeração de pessoas. Apesar disso, a Prefeitura destacou que nesta semana a fiscalização no comércio em geral será intensificada.

Além disso, também haverá fiscalização em academias, estúdios de pilates e outros, para verificar se os critérios estabelecidos pelo decreto, como distanciamento, número limitado de pessoas e exigência de máscara e álcool em gel nas mãos estão sendo cumpridos.

Boletim

Oliveira, segundo a Prefeitura, tem mais de 800 casos confirmados da doença e 11 mortes por covid. Até a ultima sexta-feira (8), 3.701 caos haviam sido notificados na cidade. Destes, 308 estão em acompanhamento, 719 são casos de pessoas que se recuperaram da doença.

Duas pessoas que não tiveram os sexos e as idades divulgadas, estão internadas tratando a doença.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: