Quem faz movimentações bancárias a partir desta terça-feira, dia 1º, não tem mais que pagar a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O tributo foi extinto, depois que o Senado rejeitou, em 13 de dezembro, sua prorrogação até 2011. Caso fosse prorrogado, resultaria em uma arrecadação de R$ 40 bilhões neste ano.
Conforme a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a maioria das instituições financeiras debita o tributo das contas dos clientes às sextas e desconta o valor referente às movimentações feitas de quinta, da semana anterior, até a quarta, da semana vigente. Por isso, só a partir desta segunda-feira, dia 7, não haverá mais débito da CPMF.

COMPATILHAR: