O sucesso de público da torcida do Cruzeiro em 2018, aliado ao grande momento do time, invicto nesta temporada, vem também impulsionando o programa Sócio do Futebol. Nessa segunda-feira (19), em entrevista coletiva na Toca da Raposa II, o vice-presidente executivo Marco Antônio Lage e o presidente celeste Wagner Pires de Sá apresentaram os números deste crescimento, apresentando também uma novidade: o clube, diferentemente dos números apresentados pelos outros clubes, contará a partir de agora apenas com sócios adimplentes, aqueles que pagam em dia.

O número era de 37 mil no fim do ano passado. Em 31 de janeiro, já com as primeiras mostras do elenco, esta marca chegou a 44 mil. Em 12 de fevereiro, o número atingiu 45 mil. Nessa segunda o clube registrava o acréscimo de mais três mil sócios, chegando a 48 mil adimplentes.

“Estamos aqui com toda transparência e números corretos. Estamos falando de adimplentes. Os clubes, geralmente, divulgam números de sócios de maneira geral. Inadimplentes, adimplentes, é o número de sócios cadastrados. Definimos, junto com o presidente Wagner, divulgar oficialmente apenas os adimplentes. A gente trabalha com perspectiva de crescimento vertiginoso desse número. Na Libertadores, pretendemos trabalhar com campo cheio e venda 100% online”, disse o vice-presidente executivo, Marco Antônio Lage.

A expectativa da diretoria é clara. Chegar em um patamar próximo ao do Internacional, que hoje fatura próximo de R$70 milhões só com o seu programa de sócios.

“Atualmente, a receita do sócio-torcedor é menor que R$20 milhões. Já o Inter tem receita de R$70 milhões. Nossa meta, e temos torcida para isso, é não ser menor que o Internacional. Não sei em quanto tempo, temos coisas para organizar, mas vamos disponibilizar o produto para chegar nisso”, declarou o executivo.

“Não sei em quanto tempo. Precisamos organizar muitas coisas da plataforma, para isso a gente reformulou, tem o Leandro Freitas [novo diretor de relacionamento do sócio], que é um rapaz que conhece muito bem o torcedor, as arquibancadas, o outro lado, ele está trabalhando, nos ajudando muito”, complementou Marco Antônio Lage.

O diretor do Cruzeiro voltou a conclamar a torcida para que continuem se movimentando em torno do sócio. O programa deverá, muito em breve, ser a única opção de ter acesso aos jogos da Raposa em competições como a Libertadores.

“O torcedor é o principal patrocinador do clube. Se a diretoria desenvolve estratégia para montar time forte, com grandes contratações, haverá conta para pagar. Então, conclamamos o torcedor a participar. E uma das formas é se tornar sócio do futebol. Assim, o Cruzeiro será auto-suficiente”, disse Marco Antônio.

Possibilidade de sócio do futebol no boleto

“O boleto está sendo estudado também, provavelmente em março a gente traz novidades das vantagens do sócio do futebol, muito além da precificação, apresentaremos novidades e outras oportunidades de compra para o torcedor no mercado. Estamos estudando uma maneira também que não seja um canal para a inadimplência [sobre o boleto] “.

Sócios do interior do Estado

“O presidente tem viajado muito para o interior do Estado e ficou impressionado com o movimento em cidades como Ipatinga e Governador Valadares. O clube está trabalhando para que o torcedor do interior possa ter acesso às vantagens, que necessariamente não são as mesmas de quem frequenta o estádio. Esses cruzeirenses terão sim a possibilidade de serem sócios torcedores, ajudar o clube e  também ter vantagens.

Novidades para o sócio e possibilidade de reajuste de valores

O que eu posso assegurar é que estamos trabalhando para que o sócio torcedor tenha muito mais vantagens. Além da comodidade de compra de ingressos online, facilidade de acesso ao estádio, o torcedor pode esperar produtos melhores. A partir de março vamos ter novidades.

Provavelmente vamos estudar um aumento de preços. O Cruzeiro não fez aumento nos últimos três anos. Ao contrário, há dois anos, teve uma redução de preço de 15%. A gente ainda não está trabalhando com esse aumento, porque queremos investir no sócio do futebol, mas vai chegar um momento que a gente vai precisar de aumentar um pouco essa receita, mas nada exagerado, porém o torcedor que comprar agora terá essa vantagem de comprar com o preço antigo.

Sócios portadores de necessidades especiais 

Está dentro desse estudo, o Cruzeiro quer potencializar os sócios portadores de necessidades especiais. Nós vamos discutir com a Minas Arena a área de acesso à área reservada para isso. Eventualmente, isso já está na plataforma, o torcedor especial tem direito a levar um acompanhante. O Cruzeiro quer fomentar mais essa categoria. O Cruzeiro é, sobretudo, um clube inclusivo.

Possibilidade de setor sem cadeiras no Mineirão

Estamos conversando sobre a retirada de cadeiras de alguns setores do Mineirão. Estamos analisando para ter um setor mais popular, mas dentro da legislação. E dentro das regras da Minas Arena. Tudo que for feito para beneficiar o torcedor temos de estudar com o maior carinho

 

Fonte: O Tempo ||

Comentários
COMPATILHAR: