Não era a noite do Cruzeiro. A equipe celeste perdeu para o Grêmio, 1 a 0, neste sábado, e foi ultrapassada pelo time gaúcho na tabela de classificação. A Raposa, que segue com 24 pontos, caiu para a terceira posição e viu os gremistas tomarem o segundo lugar, com apenas um ponto a mais. O gol que decidiu a partida foi marcado por Paulo Sérgio ainda no primeiro tempo. A equipe mineira cresceu de produção na segunda etapa, mas o Grêmio continuou criando boas chances. Fábio, em grande noite, salvou o Cruzeiro em várias oportunidades.
Domínio do Grêmio na etapa inicial
O primeiro tempo da partida teve amplo domínio do time do Grêmio. O Cruzeiro tinha dificuldade para criar jogadas ofensivas e até mesmo para sair jogando. A falta de alguns titulares se mostrava clara na equipe celeste, principalmente no setor de meio-campo. Sem Fabrício, Ramires e Wagner, a qualidade do passe caiu bastante, e a equipe pecava pela falta de criatividade.
Aos poucos, a superioridade gremista começou a ficar mais clara e o goleiro Fábio se transformou na figura de maior destaque entre os cruzeirenses. Do outro lado, Victor nem foi exigido. Fábio salvou aos 11 minutos, mas não teve condições de evitar o gol do Grêmio, marcado aos 18. Após cruzamento de Rafael Carioca na área celeste, Paulo Sérgio pegou de primeira e fuzilou o arqueiro celeste. Grêmio 1 a 0, um belo gol.
O lateral-direito Paulo Sérgio era o jogador mais efetivo no lado tricolor, atuando com liberdade devido ao esquema com três zagueiros e caindo pelos dois lados do campo. Aos 25, ele exigiu outra boa defesa de Fábio, após arriscar de fora da área. E o primeiro tempo ainda guardou tempo para outra grande defesa do arqueiro celeste, sinais claros de que algo precisava ser feito pelo técnico Adilson Batista.
Crescimento no segundo tempo
A equipe do Cruzeiro voltou sem alterações na escalação, mas com muito mais atitude. O time celeste equilibrou as ações ofensivas e se livrou da pressão gremista. Gerson Magrão e Guilherme tentaram sem sucesso, mas novamente foi o Grêmio que chegou com perigo.
O zagueiro Espinoza cometeu falha bizarra e rolou a bola para a área celeste, um presente para Perea. O atacante gremista tentou, mas o goleiro Fábio sai muito bem para defender. O arqueiro celeste repetiu as grandes defesas da primeira etapa e salvou o time celeste de uma derrota maior no Olímpico. Aos 27, os gaúchos perderam outra chance incrível. William Magrão avançou pelo meio e parou em mais uma linda defesa de Fábio. Na seqüência, Paulo Sérgio chutou por cobertura e Jonathan tira em cima da linha.
Victor também fez algumas boas defesas, em chute de Gerson Magrão aos 19 e no finalzinho da partida após tentativa de Jajá. No fim, um resultado justo que refletiu principalmente que o Cruzeiro depende bastante de seus titulares do meio-campo: Fabrício, Ramires e Wagner.

Comentários