Paulo Coelho*

O número de viagens que o vereador Mauro César/SD fez a Belo Horizonte e à Brasília em busca de solução para minimizar ou eliminar os acidentes que a cada ano se multiplicam no km 491 da BR-354, trecho conhecido como “Curva da Morte”, entre Formiga e Arcos, certamente supera uma dezena.

Mais uma vez, confiante na promessa feita pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Fabiano Martins Cunha, o vereador distribuiu à imprensa um vídeo e documentos comprovando que, novamente, esteve no órgão, na tentativa de solucionar os problemas que nos últimos anos ceifaram, em acidentes, inúmeras vidas.

A equipe do jornal Nova Imprensa, valendo-se de seus arquivos, levantou os dados a seguir, comprovando que inúmeras foram as tentativas de lideranças locais e regionais na busca de soluções, mas que, apesar de algumas providências paliativas (instalação de radares e outras nas proximidades da curva) não se logrou o resultado esperado, até porque, a correção esperada na inclinação da pista de rolamento, exatamente na curva, não ocorreu.

Mais de 80% dos acidentes se deram em função do excesso de velocidade que, no caso de veículos longos e articulados, popularmente conhecidos como bitrens, facilitam o deslocamento dos reboques em sentido oposto ao do percurso percorrido pelos cavalos de tração, causando a colisão com veículos que trafeguem em sentido contrário.

Confira as datas e autores de algumas dos muitos pedidos de intervenção junto ao DNIT visando corrigir o problema:

28/11/2007– Prefeitos Aluísio Veloso (Formiga) e Ronaldo Ducal (Pains), acompanhados dos secretários municipais Gonçalo Faria (Formiga) e Lécio Rodrigues (Arcos ), além do empresário Márcio Gato, em reunião com o Superintendente Fernando Rodrigues, em BH;

05/10/2005 – Vereadores Mauro César e Zezinho Gaiola, em companhia do deputado Antônio Andrade, em reunião com o diretor do DNIT, Tarcísio Gomes de Freitas – mesmas reivindicações, promessas, idem;

31/03/2013– Mauro César, novamente com o diretor Tarcísio Gomes de Freitas;

31/05/2013 – Mauro César, mais uma vez com o diretor Tarcísio Gomes de Freitas, confirma que providências solicitadas já foram encaminhadas;

20/12/2014 – Mauro César entrega ao diretor do DNIT, Tarcísio Gomes de Freitas, coletânea de edições do jornal Nova Imprensa em que estão registrados os acidentes na “Curva da Morte” nos anos anteriores;

01/06/2016 – Radares são instalados no trevo de acesso à Formiga, segundo informa o vereador Mauro César que contou com a ajuda do deputado José Silva. Nada ainda com relação à curva da morte;

10/10/2017 – Mauro César acompanha Rogério Chaves Molina e Fabiano Martins Cunha (superintendente do DNIT), juntamente com secretários municipais, ao trecho da rodovia BR-354 que dá acesso ao Aterro Sanitário, local onde foi reivindicada a construção de um trevo e à curva da morte, km 491.

10/04/2018 – Mauro em reunião com deputado Gustavo Valadares confirma promessa de ação em favor do município junto ao DNIT;

20/04/2018 – Vereador Sandrinho da Looping e deputado Jaime Martins comunicam ações junto ao DNIT na tentativa de se resolver o problema da “Curva da Morte”

Diante deste quadro e considerando todos os pedidos formulados e registradas as devidas promessas de atendimento, Mauro César acredita que agora, finalmente, os pedidos dele e os dos demais surtirão efeito prático pois, o atual diretor demonstrou interesse especial ao atende-lo até porque, verificou que inúmeras solicitações no mesmo sentido já foram feitas e a parte relativa a projetos já foi cumprida por técnicos do próprio órgão.

Comentários
COMPATILHAR: