A Defesa Civil de Formiga informa que no mês de janeiro de 2021 continua o período chuvoso com índices pluviométricos alcançando uma média normal para o período, mas quem reside próximo a rios e córregos deve tomar precauções, pois nesta época do ano é imprevisível as cheias.

 A coordenadora executiva da Defesa Civil, Vera Moreira lembra que Formiga é cortada por córregos e rios em quase toda sua extensão e neste caso seria impossível atender com obras a todos os moradores que estão expostos a este tipo de risco.

Com relação a construções nesta época principalmente próximas a encosta, abaixo ou acima, a Defesa Civil sempre tem chamados de desmoronamentos e, na maioria das vezes, as pessoas estão construindo sem acompanhamentos de engenheiros, não tem Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) assinada por profissional firmado no CREA.

Desaterro nesta época é absolutamente impróprio e quem já o fez é recomendado que cubram com lona plástica e esperem que as chuvas diminuam.

O encharcamento do solo faz com que os profissionais coloquem em risco os vizinhos da obra e, principalmente, os funcionários que trabalham na construção. Há locais em Formiga que neste mês de dezembro derrubaram muros, derrubaram ruas inteiras, moradores tiveram que sair de suas casas por irresponsabilidade dos vizinhos que atingem os alicerces das casa com máquinas  com o solo totalmente saturado, construção nesta época somente como muita segurança e comandadas por profissionais responsáveis. “Às vezes colocam vidas em risco, nenhuma tragédia  aconteceu com vítimas ainda, mas, estamos assustados com a coragem da pessoas que se aventuram em construções em áreas de risco e sem nenhum respaldo técnico”, disse Vera Moreira.

Residências já comprometidas com rachaduras, é recomendado que isolem os cômodos e que possam ir para um local seguro.

A Defesa Civil alerta também que as pessoas evitem estacionar veículos embaixo de árvores e casas próximas, ou abaixo de encostas (barrancos nesta época deverão ter cuidado redobrado.

Preventivamente, a Defesa Civil mantém em alerta as equipes de pronta resposta para atuar assim que acionadas, caso necessário, o Corpo de Bombeiros colabora o tempo todo com a Defesa Civil.

Entre as principais dicas para a população, é importante que todos estejam atentos em relação ao lixo. Além de ser grande criadouro do mosquito da dengue e outros vetores, o lixo colocado ou descartado em lugares impróprios pode comprometer o escoamento da água da chuva, entupindo bueiros e causando alagamentos. A remoção e limpeza dos entulhos dos quintais evita acúmulo de água e melhora o escoamento da água durante a chuva.

Calhas das casas devem estar limpas, desobstruídas para não haver vazamentos nas lajes e coberturas em geral e é expressamente proibido e inapropriado que águas de chuvas sejam despejadas nas redes de esgotos, causa alagamento nas residências, a saturação faz voltar água pelo esgoto da residência.

O cidadão também pode colaborar nas ações da Defesa Civil na rua onde mora. Verificando se  as bocas-de-lobo estão obstruídas. Caso estejam cobertas com folhas, galhos ou lixo, proteja as mãos com luvas ou sacos plásticos e remova o material, ou entre em contato com a Secretaria de Gestão Ambiental e Limpeza Urbana.

“Com bom senso e alerta para os riscos passaremos por esse período chuvoso sem prejuízos”, destacou Vera.

Áreas de Risco na Cidade são todos os locais onde os moradores que estão próximos a córregos e rios, abaixo ou acima de encostas. E quase todos os bairros da Cidade tem essas características em suas ruas.

O período chuvoso é de outubro a março sendo que novembro foram registrados os maiores índices de precipitação

Nesta quarta-feira (6), áreas de instabilidade atmosférica associadas ao calor e a disponibilidade de umidade do ar, sobre a Região Sudeste do Brasil, causam as típicas pancadas de chuva de verão em parte de Minas Gerais.

Essas chuvas podem ser localizadas, de intensidade fraca a moderada, acompanhadas de descargas atmosféricas e rajadas de vento ocasional, durante à tarde ou noite, especialmente no setor Centro-Sul e Oeste Mineiro. As temperaturas estarão em gradativa elevação em todo o estado, mantendo o dia quente e abafado, a temperatura chega a até 37°C em algumas cidades mineiras.

A previsão para esta quinta-feira (7) em Minas Gerais é de céu nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, Oeste, Sul/Sudoeste, Campo das Vertentes e Zona da Mata. Céu parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas na Metropolitana, Noroeste e Central Mineira. Demais regiões, céu parcialmente nublado com possibilidade de chuva.

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil destaca que todo cidadão que quiser ter acesso rápido a Previsão do tempo é só ligar para 40199 e o CEP do seu endereço.

O telefone da Defesa Civil de Formiga é o (37) 99953-6808.

Fonte: Defesa Civil de Formiga

Comentários
COMPATILHAR: