Nesta terça-feira (24), o presidente da Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial, deputado estadual Antônio Carlos Arantes/PSC prestigiou o Encontro Mineiro ?Balde Cheio?, que aconteceu no Expominas em Belo Horizonte, uma alusão também a comemoração dos 60 anos da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG).
O programa ?Balde Cheio? leva novos conceitos aos produtores de leite ao unir pesquisa e extensão para aumentar a produtividade e gerar mais lucro. O trabalho consiste na adoção de técnicas de manejo de pastagem do gado, controle zootécnico e gestão da propriedade. O evento contou com cerca de 1.500 produtores e ofertou aos presentes palestras e homenagens aos técnicos, produtores e entidades que iniciaram o programa no Estado.
Antônio Carlos Arantes se pronunciou para os produtores. Ele falou sobre a dificuldade que os trabalhadores do campo têm atualmente. ?Hoje o sistema é perverso. É necessário que se produza cada vez mais, enquanto o lucro é pequeno. A iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) junto a Faemg faz a diferença na vida destes trabalhadores, levando e buscando informações para diminuição de custos do produtor e aumento da produtividade da propriedade?, acrescentou.
O deputado aproveitou para expor sobre a importância da mudança do Novo Código Florestal, que segundo ele, tem realizado exigências absurdas ao produtor rural, impossibilitando a sua permanência no campo. ?Se continuar esta lei deste jeito, as propriedades rurais todas de Lima Duarte vão sumir?, exemplificou ao olhar para produtores daquele município. O parlamentar ponderou também que o Governo Anastasia tem se esforçado para a criação de um fundo de apoio para o setor leiteiro e cafeeiro.
Estiveram também presentes no evento técnicos e lideranças o pesquisador, ?o pai do programa Balde Cheio?, Arthur Chinelato; o consultor Vidal Pedroso; o superintendente da Senar Minas, Antônio do Carmo Neves; o presidente da Faemg, Roberto Simões; o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento e o presidente das Comissões de Leite da Faemg e CNA, Rodrigo Alvim.

Comentários