O deputado estadual em Mato Grosso, Gilberto Cattani (PSL), apoiador do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), usou as redes sociais nessa quarta-feira (19) para defender o que chamou de ‘direito de ser homofóbico’.

“Ser homofóbico é uma escolha, ser gay também”, informa o cartaz postado nos stories do Instagram do parlamentar.

Em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu permitir a criminalização da homofobia e da transfobia.

Os ministros consideraram que atos preconceituosos contra homossexuais e transexuais devem ser enquadrados no crime de racismo.

Fonte: Estado de Minas

Comentários
COMPATILHAR: