Uma organização criminosa ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC) foi alvo de uma força-tarefa, na manhã desta segunda-feira (3), no Sul de Minas. Denominada “Desata Nó”, a ação cumpre 18 mandados de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão expedidas pela Justiça mineira. Conforme as apurações, os bandidos têm envolvimento com o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro na região.

Nesta segunda, foram apreendidos mais 9 kg de maconha, 700g de cocaína, uma submetralhadora, um revólver, munições, celulares, dois veículos e uma motocicleta. Foram expedidos ainda nove mandados de busca e apreensão de veículos utilizados para o tráfico. Foram sequestrados da organização R$50 mil.

Dentre os alvos da operação que foram presos estão um advogado da organização e um estagiário de Direito. Outras 21 pessoas já haviam sido presas em flagrante no decorrer das investigações. Também já foram apreendidos 41,7 kg de maconha, 7,kg de cocaína, 30 buchas de maconha, 59 papelotes de cocaína, 13 pedras de crack, uma arma de fogo, quatro veículos e uma motocicleta.

 

 

Fonte: Hoje em Dia ||

Comentários
COMPATILHAR: