O Mineirão se ofereceu para ser o palco da grande final da Copa Libertadores, entre River Plate e Boca Juniors. O jogo seria realizado inicialmente no sábado passado (24) e, depois, transferido para o próximo domingo (2), às 18h (de Brasília), no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, devido aos ataques com pedras e bombas da torcida do River ao ônibus do Boca. A Conmebol deverá definir nesta terça-feira (27) se mantém a decisão para o estádio dos Millonarios ou se altera o local.

 

De acordo com a assessoria de imprensa do Mineirão, a direção do estádio enviou um ofício à Conmebol nesta segunda-feira se colocando à disposição para receber a partida. O Gigante da Pampulha seria cedido sem custos adicionais, como aluguel. A confederação arcaria com os custos operacionais como de seguranças e abertura de setores.

Extraoficialmente, os presidentes de River Plate e Boca Juniors se reunirão com a Conmebol nesta terça-feira para selar os acordos para a realização da decisão continental. O duelo de ida, na Bombonera, terminou empatado em 2 a 2.

A partida de volta, que aconteceria no sábado, foi suspensa após os ataques de torcedores do River ao ônibus com a delegação do Boca, que se dirigia ao Monumental, na capital argentina. Por conta do incidente, muitos atletas passaram mal e vomitaram. Já Pablo Pérez e Lamardo tiveram os olhos atingidos por estilhaços dos vidros do veículo.

Ainda no sábado, a diretoria do Boca enviou um ofício à Conmebol, alegando que não havia condições da partida ser disputada no domingo e pedindo punição ao clube rival. Baseado no Artigo 18 do Regulamento Disciplinar da Conmebol, a direção Xeneize pediu aplicação de sanções ao River Plate, organizador do segundo jogo da final. As punições previstas vão desde advertência, multa de US$ 100 mil até a eliminação da Copa Libertadores e a interdição do estádio.

Gênova também se oferece

Nessa segunda-feira (26), a cidade de Gênova, na Itália, também se ofereceu para receber o duelo da volta entre os rivais argentinos. Por meio de uma carta escrita pelo secretário de Esportes de Gênova, Stephen Anzalone, os presidentes do River Plate, Rodolfo D´Onofrio, do Boca Juniors, Daniel Angelici, foram convidados para retornar às suas origens e disputar a decisão no Estádio Luigi di Ferraris.

 

 

Fonte: Super Esportes MG ||

Comentários
COMPATILHAR: