Na semana passada, acadêmicos do curso de direito assistiram uma palestra ministrada pelo advogado Rodrigo Otávio Soares Pacheco.
Rodrigo que é especialista em Direito Penal Econômico, Conselheiro Federal na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e sócio do escritório Maurício Campos e Pacheco Sociedade de Advogados, ministrou a palestra com o tema ?O exercício da advocacia ? direitos e deveres do advogado?.
A palestra foi realizada por meio de uma parceria entre a coordenação do curso de direito e a 16ª Subseção da OAB de Formiga, por intermédio da presidente da unidade, a advogada Waldereci Santos, que esteve presente ao evento.
Em seu pronunciamento, o coordenador do curso de direito, professor Fábio Antunes Gonçalves, deu as boas-vindas aos alunos, professores e ao palestrante, além de enfatizar a importância de os alunos conhecerem mais sobre os principais direitos e deveres dos advogados no exercício da advocacia frente ao Estado Democrático de Direito. O coordenador também agradeceu à OAB de Formiga por mais essa parceria que possibilitou a palestra ministrada por um profissional renomado e que representa Minas Gerais no Conselho Federal da OAB.
Segundo o palestrante, ?o objetivo foi trazer a Ordem dos Advogados do Brasil para dentro do curso de direito do Unifor-MG com o intuito de mostrar como é a atividade do advogado, quais são seus direitos e os seus deveres no exercício da profissão, quais são as suas prerrogativas, a lei que rege a profissão de modo que o aluno de Direito possa refletir sobre o caminho que vai tomar após a formatura, se será um advogado, um juiz, um promotor ou um delegado?.
A palestra serviu, ainda, para fazer uma reflexão a respeito da atividade da advocacia e mostrar a importância da profissão. O advogado Rodrigo Otávio falou sobre o mercado de trabalho para os profissionais de direito que desejam advogar. ?Nós passamos por um momento muito crítico, uma certa proletarização da advocacia. Isso em razão de uma quantidade muito abundante de faculdades de Direito no Brasil todo. A OAB, recentemente, entrou nessa briga, coibiu a criação de novos cursos de direito, está apertando as faculdades de direito atualmente existentes no país. Creio que, em um curto espaço de tempo, teremos uma equação mais justa em termos de número de advogados e demanda da advocacia e de oferta de trabalho. Então, isso tende a acontecer, uma valorização gradativa da advocacia com a colocação de um número adequado de profissionais no mercado de trabalho compatíveis com a quantidade de processos existentes no Brasil?.
Rodrigo Otávio Soares Pacheco se disse impressionado com a infraestrutura do Unifor-MG, do auditório que a Instituição dispõe o que, para ele, é uma demonstração de que o curso de direito é levado a sério e é um bom curso que efetivamente forma bons profissionais.

Comentários