A fim de conseguir subsídios para uma reforma emergencial na Escola Estadual Doutor Abílio Machado (Polivalente), a diretora Geralda Maria Maia Cordeiro de Azevedo, a vice-diretora, Janaína Lopes Oliveira, e a secretária Ruth Cândida Paim, acompanhadas pelo deputado estadual Antônio Carlos Arantes/PSC, estiveram na segunda-feira (29) com o subsecretário de Educação, Felipe Moraes, na Cidade Administrativa em Belo Horizonte.
A instituição educacional atende, atualmente, a 1.300 alunos. Segundo a diretora, a escola tem sérios problemas no telhado que, em época de chuva, apresenta goteiras. A parte hidráulica e elétrica está bem comprometida, os banheiros estão bastante precários, uma parte da cobertura da quadra foi arrancada com um vendaval, além de problemas no muro. O deputado chamou a atenção do subsecretário quanto a sua preocupação com a época de chuva que se aproxima. ?Estive lá na escola recentemente acompanhado do vereador Eugênio Vilela, do presidente do PSC em Formiga, Célio Pacheco, o ?Celinho?, e dos ex-vereadores Tião Rangel e Evandro Donizeth, o ?Peruca?, constatamos que quando a chuva vier, o problema será sério, por isto, a nossa reivindicação emergencial?, justificou.
A escola possui 39 anos de existência e uma área aproximada de 28 mil m2 e teve como único recurso a construção da quadra em 2005. A diretora lembrou que já deu entrada com o pedido na Superintendência de Educação em Passos em julho deste ano para o pedido emergencial. De acordo com a assessoria de imprensa do deputado, no mesmo momento, Antônio Carlos conversou com a superintendente, Lazara Pádua, sobre a situação emergencial da escola Abílio Machado, quando pediu a ela prioridade.
O subsecretário disse que, se a planilha chegar a Secretaria com pedido emergencial, haverá a possibilidade de liberar o recurso de maneira ágil para as intervenções na estrutura física da escola.
A diretora Geralda Azevedo agradeceu a contribuição do deputado: ?Foi muito importante a visita do deputado, pois ele viu de perto as nossas demandas e nossa situação delicada, somos muito gratas ao apoio dele?.

Comentários