O Portal Últimas Notícias obteve no início da noite dessa segunda-feira (4), a informação de que foi protocolada no Cartório Eleitoral de Formiga, uma representação contra o vereador do partido Solidariedade Mauro César. O documento que pede a perda do mandato do legislador por desfiliação partidária imotivada deu entrada nessa segunda-feira e segundo informações da chefe do cartório Sônia de Oliveira, é assinado por lideranças do PMDB local.
Mauro deixou o PMDB após divergências com o atual prefeito da cidade Moacir Ribeiro, membro do partido e após optar pela mudança de legenda, quando foi criado oficialmente o partido Solidariedade. A filiação ao novo partido ocorreu no ínício de outubro.
Ciente da representação, Mauro afirmou não estar preocupado. Segundo ele, o PMDB, apesar de muito bem amparado por uma grande quantidade de advogados, não está tendo o cuidado de observar a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 22610 que elenca os 5 hipóteses para a desfiliação partidária por justa causa, ficando restrito à Resolução Interna do partido. Uma resolução de partido nunca será superior à determinação do TSE. Eu me aplico à justificativa referente à criação de um novo partido político, e trata-se de uma uma lei objetiva, ou seja eu não preciso me justificar, saí e pronto, não tenho que pedir a benção.
O vereador, que disse ter muito carinho pelo PMDB mas que não podia compactuar com as ações da atual administração de Formiga, afirmou não temer a perda do mandato e que cada passo que ele dá à frente como legislador, vê o PMDB ficando para trás. Eu só tenho a dizer ‘kkkkk’, tenho que rir disso tudo, encerrou o vereador.

Comentários
COMPATILHAR: