O presidente da Comissão Organizadora de Futebol Associados do Engenho de Serra (Cofaes), Aldair Felix, solicitou na quarta-feira (8) a presença da reportagem do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias na quadra do Caps, antigo Centro Social, no bairro Engenho de Serra.
A Cofaes está realizando campeonatos no local e, de acordo com ele, a quadra está um desleixo total. ?A situação está precária. O local serve como ponto de usuários de drogas e até esconderijo de objetos furtados. Há aproximadamente oito anos que o local está abandonado, a quadra, o vestiário, o campo de futebol?, relatou Aldair Félix
De acordo com ele, o espaço não conta com energia elétrica, as telas de proteção da quadra estão arrancadas. ?No vestiário a situação está ainda pior, o telhado está com telhas arrancadas, não existe água encanada e as pias e o vaso sanitário estão quebrados e há fezes espalhadas por todo o local. Até fogo já atearam dentro do vestiário?, contou.
Em meados de setembro do ano passado, membros da Cofaes se reuniram com o prefeito Aluísio Veloso/PT e explicaram a situação do local. ?Eles disseram que fariam melhorias como conserto de arquibancadas, pracinha e reforma do vestiário e até agora nada. Na semana passada, por intermédio do pároco da Paróquia São Geraldo, a Prefeitura foi lá e fez uma pequena colaboração, para realizar o nosso campeonato de futebol society no campo, mas foi pouco. Eles prometeram que vão reformar o local. A final do campeonato da Cofaes ocorre neste final de semana?.
Na Prefeitura
O chefe de Gabinete Sheldon Almeida foi procurado para falar sobre o assunto. Ele explicou que o imóvel onde funciona o Caps pertence ao Estado e que a autorização para que a Prefeitura seja a responsável pelo local está em andamento.
?A Prefeitura não tinha nenhum documento que possibilitasse a ocupação daquele terreno, inclusive com o Caps. Ela celebrava um convênio que tinha vencido e não havia nenhum outro documento. No final de 2009, eu comecei a olhar como faria a doação daquele terreno para o município. Primeiro o Aluísio foi na Secretaria de Planejamento, eles falaram que iam dar andamento nos documentos?, disse.
Sheldon Almeida já se reuniu com responsáveis pela Secretaria de Planejamento do Estado. ?Eles falaram que havia mudado o procedimento, e que agora a secretaria em que o imóvel estava o patrimônio é que deveria manifestar sobre a questão. Isso seria na Secretaria de Desenvolvimento Social, conversei com o diretor de patrimônio, o Diego. Quando o processo já estava praticamente concluído para enviar o projeto de lei para a Assembleia Legislativa, para autorizar a doação, entrou o período eleitoral [2010] e com isso não daria tempo para fazer essa doação?.
Ainda de acordo com o chefe de Gabinete, após essa questão, a administração municipal voltou a pedir a doação do imóvel para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. ?Quando estávamos quase terminando o processo, o Diego foi para outro setor e entrou outro diretor de Patrimônio, aí tivemos que começar tudo novamente. Esse novo diretor disse que não resolveria o problema e sim o secretário de Estado. Aproximadamente há uns dois, três meses eu pedi uma audiência com o secretário, para que a Secretaria de Desenvolvimento Social formalizasse essa doação antes de iniciar o processo eleitoral [de 2012]. Eu tenho ligado lá na secretaria para cobrar uma solução para isso, conversei com o Márcio Eli, que é secretário adjunto. Na semana passada, ele disse que estava cobrando como estava esse processo de doação porque vai para a diretoria de Patrimônio e até então eu não tenho uma resposta para essa questão?.
Sheldon Almeida disse que ainda nesta semana iria cobrar novamente uma posição do Estado sobre o assunto.
De acordo com o chefe de Gabinete, no final do ano passado, o pessoal da Cofaes esteve reunido com o prefeito. ?O Aluísio disse a eles que a Prefeitura tem um projeto para construir um Caps no local e isso ia pegar um ?pedaço? da quadra, então ela vai ser desmanchada, ele disse que não queria fazer nenhuma reforma na quadra, pois depois ficaria desperdiçado. Ele se comprometeu a construir uma nova quadra, pois vai sobrar uma área remanescente. Possivelmente essa construção seria iniciada agora em março ou abril?.
?Tem um documento do Estado cedendo o imóvel para a Prefeitura. Vamos dizer que está emprestado, agora estamos pleiteando a doação. Estamos aguardando agora a aprovação do projeto pela Vigilância Sanitária Estadual para iniciar as obras desse novo Caps?, explicou Sheldon Almeida.

Comentários
COMPATILHAR: