Para ser campeão, acreditar apenas não resolve. É preciso futebol! No confronto contra o Sport, neste domingo, na Ilha do Retiro, em Pernambuco, o Atlético não viu a bola. O time de Levir Culpi foi completamente dominado e acabou goleado de forma impiedosa: 4 a 1. Os gols foram marcados por Matheus Ferraz, Diego Souza, Élber e Maikon Leite. Thiago Ribeiro descontou para o time mineiro.

A derrota deixou distante o sonho do título do Campeonato Brasileiro. O líder Corinthians goleou o Atlético-PR, por 4 a 1, e abriu oito pontos de vantagem, com sete rodadas para o fim. Ao atleticano, resta o sonho de uma reviravolta épica.

O Galo agora tenta se reabilitar contra a Ponte Preta, no Independência. Mais do que nunca é preciso ‘secar’ o Corinthians, que recebe o Flamengo no Itaquerão. 

A noite trágica do Atlético já se desenhava na escalação equivocada de Levir. O treinador entrou com Patric na vaga de Luan e com Carlos no lugar de Thiago Ribeiro. Não deu certo. Carlos foi expulso aos 18 minutos do primeiro tempo, comprometendo grande parte do jogo.

Se Levir errou na estratégia, em campo, desempenho fraco de todos os jogadores. 

Início desastroso

O Sport começou em cima. Logo aos 6 minutos, o Leão abriu o placar. Marlone cobrou falta da esquerda na cabeça do zagueiro Matheus Ferraz, que desviou e abriu a contagem: 1 a 0. Victor, indeciso, vacilou no lance, assim como a marcação que não acompanhou o defensor.

A situação do Atlético ficou ainda pior aos 18 minutos. Carlos, que já tinha amarelo, acertou um carrinho violento em Wendel, recebeu a segunda advertência e foi expulso. Com um a menos, o Galo foi sufocado. Quatro minutos depois, Diego Souza aumentou. Samuel Xavier rolou para o meia, que soltou uma bomba: 2 a 0.

Acuado, o Atlético não esboçava reação. Estava entregue, ainda no primeiro tempo. Aos 27 minutos, Élber marcou o terceiro dos pernambucanos. O ex-cruzeirense recebeu a bola dentro da área nas costas da marcação e bateu cruzado, sem chances para Victor: 3 a 0.

Gol de honra

Para a etapa final, Levir mexeu no time para tentar mudar o panorama da partida. Josué, Cárdenas e Thiago Ribeiro substituíram Douglas Santos, Giovanni Augusto e Pratto. O cenário continuou o mesmo, contudo.

O Sport seguiu pressionando. Logo aos oito minutos do segundo, Maikon Leite acertou um chutaço de fora da área e marcou um belo gol. O atacante surpreendeu o goleiro atleticano, que esperava o cruzamento: 4 a 0.

O gol de honra do Atlético saiu na cobrança de pênalti de Thiago Ribeiro. Em grande jogada individual, Patric foi derrubado na área. O atacante alvinegro bateu firme e deixou o seu: 4 a 1. 

Gustavo Andrade /Superesportes

Comentários