Apenas no primeiro trimestre de 2021 já foram registradas mais de 700 ocorrências envolvendo crianças e adolescentes em Uberaba, no Triângulo Mineiro, sendo que 128 casos foram relacionados à violência sexual. Os dados foram obtidos por meio de levantamento do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Uberaba (Comdicau) juntamente com instituições de proteção às crianças e adolescentes e conselhos tutelares.

Presidente do Comdicau, William Brito, falou sobre este quadro preocupante no plenário da Câmara Municipal de Uberaba (CMU) nessa segunda-feira (17), durante a abertura da Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

“Os dados mostraram que durante a pandemia na cidade houve um forte crescimento da violência doméstica contra os menores. Esta violência doméstica na pandemia aumentou por diversos fatores: devido à fome, o desemprego e isso afeta diretamente a parte mais frágil que são as crianças e os adolescentes”.

Segundo William Brito, a maioria dos casos de violência sexual de crianças e adolescentes ocorrem no seio familiar. “De fato não é uma data (18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes) para ser comemorada”, lamentou.

Ele lembrou que o contribuinte que tiver interesse pode destinar parte do seu Imposto de Renda para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Uberaba (Fumdicau) para ajudar no combate à este tipo de crime.

“Até dia 31 de maio ainda é possível fazer uma doação aos fundos municipais, não só ao fundo da Criança, mas também ao fundo do Idoso. Essa é uma das melhores alternativas de se gerar fontes de financiamento para que essas ações aconteçam”, declarou.

A Semana de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes segue em Uberaba até a próxima sexta-feira (21).

Nesta terça-feira (18) acontece carreata, com saída da Casa do Adolescente Guadalupe e chegada no drive-in do Colégio Marista Diocesano, onde haverá entrega de mudas ornamentais com o objetivo de difundir a Campanha Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes “Faça Bonito”, na qual o símbolo é uma flor.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio) foi instituído pela Lei Federal 9.970/00, em memória à Araceli, menina de oito anos sequestrada, violentada e assassinada em 1973, em Vitória (ES).

O objetivo da campanha é sensibilizar e convocar a população para prevenir o abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Fonte: Estado de Minas

Comentários
COMPATILHAR: