Equipe Tatame do Bem fica em segundo lugar em campeonato de jiu-jitsu

A equipe contou com a participação de 48 atletas e conquistou 24 medalhas de ouro, 16 de prata e 4 de bronze

A equipe contou com a participação de 48 atletas e conquistou 24 medalhas de ouro, 16 de prata e 4 de bronze

O projeto Tatame do Bem participou da IV Copa Centro-Oeste de jiu-jitsu na cidade de Divinópolis, neste domingo (1º). A competição contou com a participação de cerca de 800 atletas das cidades de Arcos, Varginha, Belo Horizonte dentre outras.
Do Tatame do Bem, 48 atletas se inscreveram na competição. A equipe conquistou 24 medalhas de ouro, 16 de prata e 4 de bronze e ficou em segundo lugar na classificação por equipes.
Glauber Lopes foi campeão na faixa marrom, peso pena até 70 kg. ?Estou muito feliz, pois o trabalho e o empenho de cada um deu resultado. Consegui ser campeão na minha categoria e vários parceiros de treinos também subiram no lugar mais alto do pódio. Isso mostra que o trabalho realizado pelo Tatame do Bem vem sendo bem feito?, disse o atleta.
O atleta Thiago Oliveira também conquistou o primeiro lugar na categoria absoluto na faixa roxa(sem limites de peso).
De acordo com o presidente do projeto, Rodrigo Assalin, o Tatame do Bem teve 92 % de aproveitamento na competição. O projeto precisava dessa conquista, pois sempre chegamos perto de conseguir uma premiação por equipes e por muito pouco não conseguíamos, mais dessa vez foi diferente lançamos o desafio para os atletas e juntamente com os professores e preparadores, intensificado os treinamentos e trabalhamos forte o psicológico dos atletas que é um dos fatores principais. De modo geral, estamos felizes pelo resultado, começamos o ano bem?.
Rodrigo disse ainda que espera contar com o apoio da Prefeitura neste ano. ?Para esse ano, esperamos participar do maior número de competições possíveis, e contamos, neste ano, conseguir o apoio da Prefeitura. Neste momento contamos apenas com o apoio de algumas empresas e instituições da cidade como o Patronato São Luiz, Rotary Clube de Formiga, Lions Clube e as maçonarias. Se não fosse o apoio desses colaboradores não teríamos condições de participar das competições fora de casa?.

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Equipe Tatame do Bem fica em segundo lugar em campeonato de jiu-jitsu

A equipe contou com a participação de 48 atletas e conquistou 24 medalhas de ouro, 16 de prata e 4 de bronze.

A equipe contou com a participação de 48 atletas e conquistou 24 medalhas de ouro, 16 de prata e 4 de bronze.

 

O projeto Tatame do Bem participou da IV Copa Centro-Oeste de jiu-jitsu na cidade de Divinópolis, neste domingo (1º). A competição contou com a participação de cerca de 800 atletas das cidades de Arcos, Varginha, Belo Horizonte dentre outras.

Do Tatame do Bem, 48 atletas se inscreveram na competição. A equipe conquistou 24 medalhas de ouro, 16 de prata e 4 de bronze e ficou em segundo lugar na classificação por equipes.

Glauber Lopes foi campeão na faixa marrom, peso pena até 70 kg. “Estou muito feliz, pois o trabalho e o empenho de cada um deu resultado. Consegui ser campeão na minha categoria e vários parceiros de treinos também subiram no lugar mais alto do pódio. Isso mostra que o trabalho realizado pelo Tatame do Bem vem sendo bem feito”, disse o atleta.

O atleta Thiago Oliveira também conquistou o primeiro lugar na categoria absoluto na faixa roxa(sem limites de peso).

De acordo com o presidente do projeto, Rodrigo Assalin, o Tatame do Bem teve 92 % de aproveitamento na competição. “O projeto precisava dessa conquista, pois sempre chegamos perto de conseguir uma premiação por equipes e por muito pouco não conseguíamos, mais dessa vez foi diferente lançamos o desafio para os atletas e juntamente com os professores e preparadores, intensificado os treinamentos e trabalhamos forte o psicológico dos atletas que é um dos fatores principais. De modo geral, estamos felizes pelo resultado, começamos o ano bem”.

Rodrigo disse ainda que espera contar com o apoio da Prefeitura neste ano. “Para esse ano, esperamos participar do maior número de competições possíveis, e contamos, neste ano, conseguir o apoio da Prefeitura. Neste momento contamos apenas com o apoio de algumas empresas e instituições da cidade como o Patronato São Luiz, Rotary Clube de Formiga, Lions Clube e as maçonarias. Se não fosse o apoio desses colaboradores não teríamos condições de participar das competições fora de casa”.

Redação do Jornal Nova Imprensa

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.