Ex-provedor da Santa Casa é preso

Após ser ouvido, Geraldo Couto foi conduzido para a Penitenciária Regional de Formiga.

COMPATILHAR:

Após ser ouvido, Geraldo Couto foi conduzido para a Penitenciária Regional de Formiga.

O ex-provedor da Santa Casa de Caridade, Geraldo Couto foi preso na tarde desta quarta-feira (29). O motivo da expedição do mandado de prisão foi o descumprimento de ordem judicial por parte do ex-provedor de exigências judiciais constantes da sentença que resultou na intervenção da Santa Casa.
O médico foi preso em uma das empresas dele, localizada no Centro da cidade e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.
O mandado de prisão saiu por volta das 13h20 quando a promotora Clarissa Gobbo, acompanhada de investigadores foram até a residência dele a sua procura, mas não lograram êxito na missão.
Mais tarde, a promotora Clarissa e o promotor Laurence Albergaria voltaram à residência de Geraldo juntamente com dois policiais, a revistaram, mas também desta feita, não o encontraram.

Após ser ouvido, Geraldo Couto foi conduzido para a Penitenciária Regional de Formiga. O crime cometido por Geraldo (descumprimento de ordem judicial) não é passível de pagamento de fiança.

Buscando mais informações

Até às 19h20, segundo apurado pelo portal, Geraldo Couto ainda permanecia sob a tutela da Penitenciária Regional de Formiga. Contudo, foi verificado com pessoas do ciclo de amizades do médico, que a ordem judicial da qual resultou a prisão, poderá ainda vir a ser revogada por decisão do Juiz de plantão desta Comarca ou via Habeas Corpus emanado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Matéria atualizada às 19h24

Comentários
COMPATILHAR:

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Ex-provedor da Santa Casa é preso

Após ser ouvido, Geraldo Couto foi conduzido para a Penitenciária Regional de Formiga.

COMPATILHAR:

Após ser ouvido, Geraldo Couto foi conduzido para a Penitenciária Regional de Formiga.

O ex-provedor da Santa Casa de Caridade, Geraldo Couto foi preso na tarde desta quarta-feira (29). O motivo da expedição do mandado de prisão foi o descumprimento de ordem judicial por parte do ex-provedor de exigências judiciais constantes da sentença que resultou na intervenção da Santa Casa.

O médico foi preso em uma das empresas dele, localizada no Centro da cidade e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

O mandado de prisão saiu por volta das 13h20 quando a promotora Clarissa Gobbo, acompanhada de investigadores foram até a residência dele a sua procura, mas não lograram êxito na missão.

Mais tarde, a promotora Clarissa e o promotor Laurence Albergaria voltaram à residência de Geraldo juntamente com dois policiais, a revistaram, mas também desta feita, não o encontraram.

Após ser ouvido, Geraldo Couto foi conduzido para a Penitenciária Regional de Formiga. O crime cometido por Geraldo (descumprimento de ordem judicial) não é passível de pagamento de fiança.

 

Buscando mais informações

Até às 19h20, segundo apurado pelo portal, Geraldo Couto ainda permanecia sob a tutela da Penitenciária Regional de Formiga. Contudo, foi verificado com pessoas do ciclo de amizades do médico, que a ordem judicial da qual resultou a prisão, poderá ainda vir a ser revogada por decisão do Juiz de plantão desta Comarca ou via Habeas Corpus emanado do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Matéria atualizada às 19h24

Redação do Jornal Nova Imprensa

Comentários
COMPATILHAR:

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.