Alguma coisa errada
Na reunião de quarta-feira (2), na Câmara Municipal, o vereador Eugênio Vilela falou sobre a demolição de um imóvel na rua Marechal Deodoro, divulgada na mídia formiguense. O edil relatou que solicitou à Secretaria de Cultura uma lista de quais outros imóveis particulares seriam tombados, mas até então não havia recebido resposta. ?Alguma coisa está errada, pois de acordo com a Lei de 2008, um imóvel só pode ser tombado ou inventariado por pedido do proprietário?, concluiu.

Praça Rubens Dalariva
Eugênio Vilela falou também sobre a praça Rubens Dalariva, próxima à Emart. As obras no local estão paralisadas desde outubro do ano passado e foram retomadas neste ano, mas foram paralisadas novamente. O professor disse que o prefeito Aluísio Veloso deveria ter a mesma rapidez, como teve quando saiu de seu gabinete para impedir a demolição do imóvel na Marechal Deodoro, para também conferir com rapidez a real situação em que a praça Rubens Dalariva se encontra. Mauro César disse que em Formiga a lei não é para todos e que o ?prefeito é mestre em rasgar leis?.

Em defesa do trabalhador
Cid Corrêa disse que enviaria uma moção de repúdio à administração municipal, pois em pleno Dia do Trabalhador, aqui não houve nada para se comemorar a data.Várias cidades da região contaram com atrações e que, no ano passado, a resposta da secretária de Cultura quando indagada sobre a ausência de comemorações municipais no importante dia, foi a de que em Formiga não se comemora a data, em respeito às atrações programadas pela cidade de Arcos. Isto é uma falta de respeito com os trabalhadores formiguenses, já que na data, a cidade das Areias Brancas ficou ?morta?, disse o vereador.

Ruas no Vargem Grande
O vereador professor também ?implorou? para que a Prefeitura resolvesse de vez a situação da falta de calçamento no bairro Vargem Grande. Quando chove, as pedras e areias descem e prejudicam os moradores que moram mais abaixo, que por sinal, já reclamaram que não querem que os ?famosos paliativos? sejam feitos no local. Já os moradores que moram nas ruas acima, na falta de algo melhor, até admitem que as ruas recebam tal calçamento, sabidamente de qualidade inferior.

Prefeito ?randape?
Mazinho criticou, mais uma vez, a situação de várias ruas em Formiga, principalmente nos bairros da Lajinha e Alto da Praia e fez um apelo para que o prefeito visitasse essas ruas. O edil disse que a atual administração merece mais um título, o de ?randape?, que é um veneno forte jogado nas plantas para matá-las. Mauro César pegou carona no assunto e disse que o nome do chefe do Executivo deveria ser mudado para ?Aluísio Randape da Cunha?, pois em sua opinião, nosso prefeito há muito vem matando com algumas atitudes (ou falta delas), as possibilidades dos vereadores fazerem algo em benefício do povo.

Cara de secretária queimada
O vereador Mazinho também apontou sua metralhadora para a Secretaria de Saúde. O edil perguntou se a ?cara? da secretária, Luiza Flora, não queimava quando é constantemente bombardeada por reclamações naquela Casa. O edil falou sobre a real situação do toldo no Pronto Atendimento Municipal (PAM) que parece com uma tábua de pirulito e objeto de inúmeros pedidos para que tal peça fosse substituída.

COMPATILHAR: