Para a nossa alegria!
A Câmara Municipal entrou em recesso. As sessões ordinárias voltam no dia 5 de agosto.
Apreciação de projetos
Mauro César solicitou que os dois projetos de resolução (04 e 05) que alteram o Regimento Interno da Câmara, descessem para apreciação mas a vereadora Meirinha ainda não deu o seu parecer, por isso, o presidente da Casa, Josino Bernardes, achou melhor que a apreciação ocorra futuramente.
Ameaça a vereadores
Sobre a ameaça de morte feita a Mauro César, o vereador Arnaldo Gontijo disse que a situação em Formiga é lamentável. ?O político aqui não tem valor. O trabalho não é valorizado. Os vereadores que trabalham contra esse governo corrupto são premiados com ameaças de morte. Todo dia nós ouvimos que vão ?apagar? algum vereador; que existe uma lista. Para mim isso era boato, mas agora, é motivo de indignação e preocupação. É preciso saber até que ponto, nós os vereadores de oposição estamos correndo riscos. Não podemos nos calar e deixar um bandido nos intimidar, pois quem faz ameaça, enfim… o que todos já sabem, é bandido?.
O cúmulo do absurdo
Zezinho Gaiola disse que, se realmente houve essa denúncia, isso é uma coisa lastimável. ?Divergências políticas todos têm, mas ameaças de morte é o cúmulo do absurdo. Ainda mais que citam até nomes. Tem que tomar medidas drásticas mesmo, antes que isso aconteça, porque depois não adianta. Amanhã pode ser eu?.
Nível baixo na política em Formiga
Na opinião de Cabo Cunha, a cidade de Formiga chegou ao nível mais baixo de uma política das mais sujas. ?Se intimida vereador à bala ou a recado. Essa é a intimidação mais baixa que eu já vi. Os formiguenses não merecem o que estamos vendo. Infelizmente, o prefeito foi eleito com menos votos dos que os nulos e brancos. O sistema político no Brasil permite um disparate desses. Isso implica que a comunidade não queria?.
Repeteco
Cabo Cunha disse também que a situação tem que chegar no Ministério Público Estadual e no Ministério Público Federal. ?Estamos enojados com a política que está acontecendo nesta cidade. Se ameaçarem, que se cumpra e faça bem feito, pois ameaça é muito grave. Estamos em uma política suja e nojenta, que parem com isso?, disse.
Plano de Metas
Em relação a audiência para apresentar o Plano de Metas, realizada na semana passada, Cabo Cunha ressaltou que a Casa estava ocupada por funcionários da Prefeitura. ?Como é que fechamos as repartições públicas e viemos para cá ouvir o prefeito, que apenas iniciou a reunião e, em seguida, passou para um secretário? Segundo a Lei Orgânica, é o prefeito que tem que apresentar o Plano de Metas e não foi ele quem apresentou. Temos certeza que esses funcionários estavam aqui obrigados. Que absurdo lotar esta Casa, com funcionários?.
Formiga na Rede Globo
Segundo Cabo Cunha, o ideal era que a gravação da reunião da Câmara chegasse até a Polícia Federal ou ao Tribunal de Contas. ?Gostaria que mandassem essa gravação para a Rede Globo. A comunidade e o mundo têm que tomar conhecimento. Ir até as casas das pessoas e chutar portas é nojento?.
Josino, mais uma vez, é vaiado
Mauro César leu a notícia sobre a CPI de usurpação de poder público em Formiga, veiculada na sexta-feira passada (12), no Jornal Hoje em Dia. Durante a sua fala, o vereador foi interpelado por Josino Bernardes, solicitando que o colega fosse mais sucinto, pois havia matérias a serem aprovadas naquele dia. ?Não podemos ficar aqui debatendo isso, pois temos um projeto para ser aprovado voltado para os idosos e eles [idosos] não podem ficar muito tempo aqui esperando?. O público presente vaiou o presidente da Casa e ele mais uma vez pediu respeito no recinto.
Neta do Barata
Uma cidadã, presente no plenário da Câmara, gritou a palavra ?barata?. Em seguida, Juarez Carvalho disse que Formiga é uma cidade onde as ?coisas acontecem?. ?Essa palavra foi dita pelo vice-prefeito e no Rio de Janeiro, a neta de um empresário na área de transporte tem o sobrenome Barata. A população do RJ fez o maior movimento no casamento e o sobrinho do empresário jogou notas aos presentes, vai que por aqui a coisa cola?.
Acordos com a Soenge
Em relação a empresa Soenge, Arnaldo Gontijo contou que um empresário o procurou e deixou com ele um processo, contra a Soenge, no valor de R$3.500. ?É um desfecho triste. A empresa fornecia cestas básicas e agora está tentando receber por meio da Justiça. Essa Soenge tem mais de 80 processos trabalhistas. Nós vereadores temos que ter ciência do que está sendo acordado entre a Soenge e a Prefeitura?.
Segurança no Terminal Rodoviário
Segundo Cabo Cunha, foi dito que o Terminal Rodoviário não tem mais segurança por culpa dos vereadores. ?Está correndo aí a boca solta que nós impedimos segurança na Rodoviária. Conversam fiado e isso é uma coisa de louco. Isso é uma falácia, uma grande mentira. Mas, o que chegou até a mim, foi que os vencimentos deles [seguranças] estavam sendo custeados por outra via, que não é uma via legal, que não é a via do cofre público?.
Obras em Formiga
Mauro César solicitou à Secretaria de Obras a colocação de redutores de velocidade e sinalização em algumas ruas do município. ?Faço também o pedido para a quadra do Quinzinho. Ficou para o município fazer um cadastro no Sistema de Convênios e até hoje não foi feito. Trazemos recursos e o Executivo não toma as suas providências?.
Falta de água na Fazenda Velha
Juarez pediu até ?pelo amor de Deus? para que o diretor do Saae, Gonçalo Faria fizesse a ligação de água na comunidade de Fazenda Velha. ?Já pensou se sua casa não tivesse água, o tanto que seria triste? Lá é uma comunidade bacana e recebi três telefonemas para resolver esse problema?.
Praia Popular
Juarez Carvalho falou também sobre o desleixo com o Parque Dr. Leopoldo Corrêa (Praia Popular). ?Lá está fechado há 7 meses. Que a Secretaria de Obras, mesmo que parcelado, faça alguma coisa no local. Muitos turistas vinham a Formiga e começando o calor as pessoas gostam de ir lá?.
Fim da Orquestra Sinfônica
O vereador contou que recebeu uma denúncia de que a Secretaria de Cultura decretou o fim da Orquestra Sinfônica da Emmel. Juarez leu o recado enviado pela mãe de um dos músicos. ?Acabei de ter uma grande decepção. Meu filho que é violinista da orquestra está arrasado e todo o trabalho feito foi por água abaixo. Onde está a cultura da cidade? Será que vou ter que levar o meu filho para a cidade de Arcos??, ressalta o e-mail.
Cadê os mata-burros?
Segundo informou Cabo Cunha, a administração municipal anterior deixou 40 pares de mata-burros, prontos. ?Dizem que têm 6 mata-burros escondidos. Quero saber onde foram instalados esses mata-burros. Em quais localidades da zona rural?.

Comentários
COMPATILHAR: