A equipe de redação do jornal Nova Imprensa e do portal Últimas Notícias percorreu esta semana o bairro Rosa Mística, pela décima quinta semana do especial ?Formiga de Bairro a Bairro?.
Segundo o presidente da Associação de Moradores do Bairro Rosa Mística, Maximo de Almeida Alcides, o bairro tem vários problemas, principalmente na parte de infraestrutura, mas a falta de segurança também assusta os moradores. O problema mais sério é a falta de calçamento, pois tem ruas que estão intransitáveis.
Saúde
O Rosa Mística não tem uma Unidade Básica de Saúde e, então, os moradores são atendidos no posto do bairro Nossa Senhora de Lourdes.
O atendimento no posto de saúde do Nossa Senhora de Lourdes é muito precário, segundo os moradores, muitas das vezes eles madrugam em frente à unidade e, mesmo assim, não conseguem ser atendidos.
A UBS sempre está superlotada, pois atende a cerca de seis bairros, e o espaço físico é pequeno. Além disso, conta com apenas um médico para atender toda a população desses bairros.
Para agendar uma consulta na UBS, levam-se cerca de sete dias e, segundo os moradores, o médico gasta apenas 15 minutos para examinar os pacientes. O presidente da associação relata que o posto ainda é adaptado em uma casa alugada pela Prefeitura. Ele conta que o prefeito disse que já comprou um terreno para a construção do posto, mas não sabe quando as obras serão iniciadas.
Segurança
O bairro Rosa Mística é bastante inseguro, é um local afastado do batalhão da Polícia Militar e de difícil acesso, por causa das condições das ruas.
Os moradores contam que a Polícia Militar tem feito rondas constantemente no bairro, apesar das dificuldades de transitar pelo local. O problema maior é o tráfico de drogas, pois, além dos usuários da própria comunidade, vem várias pessoas de outros bairros em busca de drogas.
Também há alguns problemas com pequenos furtos, segundo os moradores, esses furtos estão relacionados ao tráfico, pois são usuários que roubam para comprar drogas.
Infraestrutura
Vários problemas de infraestrutura incomodam os moradores, sendo que o mais grave deles é a situação do calçamento, pois tem algumas ruas que não passam carros de tantos buracos e o que mais contraria os moradores é que acontece a operação tapa buraco no bairro Nossa Senhora de Lourdes e não acontece no Rosa Mística.
Os moradores contam que outro problema sério é a falta de uma creche, por enquanto, os pais deixam os filhos no Centro de Educação Infantil do bairro Nossa Senhora de Lourdes, mas a creche fica lotada devido ao grande número de crianças. O presidente da associação conta que, no mesmo local onde será construído o posto de saúde também deve ser construída uma creche.
Também há problemas com a falta de sinalização das ruas, já ocorreram vários acidentes, principalmente no trevo que dá acesso à BR-354, onde já houve até vítimas fatais. No bairro também falta a conscientização da população, pois vários moradores jogam o lixo nas voçorocas, lotes e outros locais.
Esportes
O bairro é muito precário em relação ao esporte, pois, antigamente, havia um campo no bairro, mas a Prefeitura utilizou o espaço do campo e construiu uma quadra poliesportiva, que não é coberta, é pouco utilizada e, segundo os moradores, está virando ponto de tráfico de drogas.
Atrativos
São poucos os atrativos no bairro Rosa Mística. Foram identificadas apenas as festas da igreja, como barraquinhas e festa junina. Um diferencial do bairro é a empregabilidade por parte das fábricas de costura, sendo a principal fonte de renda das famílias do bairro. Quem não trabalha diretamente na fábrica, trabalha em casa ?catando? linhas ou costurando para as fábricas.
Associação de Moradores do Bairro Rosa Mística
A Associação de Moradores do Bairro Rosa Mística é bastante participativa na comunidade, mas já foi muito mais, pois foi a associação que conseguiu toda a infraestrutura do bairro, conta Maximo de Almeida Alcides.
O presidente da associação ainda ressalta que, na época da construção do bairro, todos os moradores que estavam construindo no local tinham que buscar água na igreja; as correspondências eram entregues ao presidente da associação e distribuídas por ele nas residências. Foi a associação que conseguiu levar para o bairro água, esgoto e iluminação pública.
A associação não tem sede própria e, então, a Prefeitura estava construindo um Centro Comunitário, que serviria para duas associações a do bairro Rosa Mística e a do Nossa Senhora de Lourdes, mas, com a troca de presidente, as obras foram paralisadas, e o terreno onde estava sendo construído o Centro Comunitário a Prefeitura doou para um dono de fábrica de costura.
Mesmo sem verba, a entidade é bastante representativa, encaminha todos os problemas da comunidade até os órgãos competentes.
Mensagem ao Legislativo e ao Executivo
A mensagem do presidente da Associação de Moradores do Bairro Rosa Mística, Máximo de Almeida Alcides aos poderes públicos, é a seguinte: ?Quero pedir às autoridades administrativas que olhem com mais carinho para a nossa região, não é porque aqui a atual administração teve adversários políticos que deve discriminar nossos bairros. Nossas ruas estão intransitáveis. Fizemos, juntamente com o vereador Mauro César, vários pedidos de providência, que foram refutados com a desculpa de falta de verbas. Nem a ?Operação Tapa Buracos? nos socorreu. Estamos esquecidos e à mercê da atitude administrativa. Sinceramente, dá para desiludir, desanimar e desacreditar nesses ?homens de boa vontade? ?.

Comentários