Da Redação

Por meio da página “Guerreiras Presídio de Formiga, criada por familiares de detentos que foram transferidos da região metropolitana de Belo Horizonte para a Penitenciária de Formiga, uma nova manifestação pacífica, a ser realizada em frente a unidade prisional do município, está sendo convocada.

O protesto está marcado para a próxima quinta-feira (10). Como as mães, esposas e companheiras dos presos permanecem morando em Belo Horizonte, elas alugarão uma van para virem até Formiga.

Na postagem que convoca para a manifestação, é pedido o apoio da população de Formiga para o retorno dos presos para unidades prisionais mais próximas de suas famílias. Diz o texto: “População de Formiga junte-se a nós para podermos trazer nossos familiares para perto, tem presos de toda Minas Gerais em Formiga, vamos manifestar por retorno deles, por melhorias como água, cartas, visitas”.

O agendamento de mais uma ação dos familiares, que será coordenada pela Associação de Amigos e Familiares de Pessoas em Privação de Liberdade, ocorre logo após a divulgação de uma carta deixada após um crime de incêndio a ônibus registrado em Betim. É o segundo crime registrado em uma semana na mesma cidade, com as mesmas características. Em ambos os casos as cartas deixadas teciam críticas ao sistema prisional do Estado. Na carta deixada no incêndio criminoso de sábado (5), são feitas ameaças contra o município de Formiga.

Manifestação

No dia 9 de julho, mães e esposas de presos transferidos neste ano para Formiga, alguns deles de alta periculosidade, se manifestaram em frente à Penitenciária Regional de Formiga pedindo que os apenados voltassem a cumprir pena em unidades prisionais da região metropolitana.

Várias reclamações e denúncias foram feitas à época, mas em nota enviada ao Últimas Notícias pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) foram negadas as acusações que tratavam de falta d’água nas celas, rasura de cartas, dificuldade de contato com a defesa e familiares.

COMPATILHAR: