Foi preso no Bairro Labanca, em Ribeirão das Neves, um homem, de 42 anos, suspeito de cometer tentativa de feminicídio contra sua ex-companheira, de 45 anos. O crime ocorreu em 27 de outubro, quando o agressor desferiu oito facadas na mulher. Ele estava foragido desde então.
As investigações foram realizadas pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, em Ribeirão das Neves. Na época da agressão, a vítima informou aos policiais que seu ex-companheiro teria sido o agressor.

O relacionamento entre eles teria durado um ano. Inconformado com o fim, segundo a delegada Renata de Oliveira Lima, o homem continuava procurando pela mulher e fazendo ameaças, caso ela não voltasse para ele.
“Por serem vizinhos, ele continuava transitando pelo local e passando várias vezes por dia diante da residência dela. Ela solicitou medidas protetivas, que foram encaminhadas ao juiz, e a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi preso pela equipe da 1ª Delegacia em Justinópolis”, conta a delegada.
Esse detalhe aumentou a raiva do suspeito, segundo Renata de Oliveira Lima: “Eles já tinham tido alguns atritos, mas estavam em um churrasco entre amigos. Logo em seguida aos amigos irem embora, ele voltou, pegou uma faca, alegando ciúmes e desferiu várias facadas na vítima”,.
A delegada faz um alerta: “Esse ciúme excessivo, esse controle, não aceitar amizades, seja do sexo feminino ou do sexo masculino, buscar afastar da família. Tudo isso são sinais de controle excessivo, que podem vir, de acordo com o comportamento do indivíduo especificamente, combinar com agressão física”.
Feminicida preso no Vale do Rio Doce

Em Campanário, no Vale do Rio Doce, a Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta-feira (29), um homem, de 29 anos, suspeito de ter matado a companheira, de 36, com um tiro na cabeça, em 26 de novembro.
Havia um mandado de prisão preventiva contra ele.
O caso foi conduzido por policiais da Delegacia de Itambacuri, que conseguiram encontrar o homem escondido num matagal da zona rural de Campanário.
A arma utilizada no crime já tinha sido apreendida anteriormente. O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional. Ele será indiciado por homicídio doloso.

Fonte: Estado de Minas

COMPATILHAR: